Movimento quer resgatar importância da imperatriz Leopoldina

Você sabia que #FoiEla quem assinou, em 2 de setembro de 1822, o decreto da Independência do Brasil?

Por: Redação | Comunicar erro
Crédito: Reprodução / #foielaA ação convida as pessoas a compartilharem a hashtag #foiela para resgatar esse fato histórico

Para resgatar a importância da imperatriz Leopoldina, apagada pela história, na Independência do Brasil, foi lançado neste domingo, 2, o movimento #foiela. De acordo com a iniciativa, Maria Leopoldina de Áustria (1797-1826), esposa do imperador Dom Pedro I (1798-1824), foi quem assinou, em 2 de setembro de 1822, o decreto da independência — que, cinco dias depois, culminaria no Grito do Ipiranga.

A assinatura do decreto da independência foi feita no Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, Rio de Janeiro, antiga residência imperial. Passados 196 anos, o prédio foi atingido por um incêndio e perdeu cerca de 90% de seus mais de 20 milhões de itens do acervo.

A ação é apoiada pelo grupo “Mulheres do Brasil”, liderado pela empresária Luiza Trajano, que deseja que a história brasileira dê à imperatriz o devido reconhecimento e resgate do seu papel no processo que colocou o país na fase Imperial. O movimento convoca o público a compartilhar a hashtag #foiela e passar essa história adiante.

Crédito: Reprodução / #foiela
Crédito: Reprodução / #foiela
Crédito: Reprodução / #foiela
Crédito: Reprodução / #foiela
Crédito: Reprodução / #foiela

História

O que dizem os historiadores é que, ao se ausentar da Corte em agosto de 1822, por conta de sua viagem a Portugal, Dom Pedro I transferiu oficialmente, pela primeira vez, o poder de governo do Brasil à Leopoldina, que passava a ser a Regente do Brasil.

Dias depois da partida de Dom Pedro, a Princesa Leopoldina tomou conhecimento de uma mensagem da Coroa Portuguesa exigindo que a família real voltasse imediatamente para Portugal. Coube a ela convocar José Bonifácio e o Conselho de Estado para definir o futuro do Brasil.

No dia 2 de setembro de 1822, esse grupo, liderado pela Princesa Regente, decidiu pela independência. Coube a ela, então, assinar a carta que seria entregue a D. Pedro e que formalizava a posição que se acreditava ser a mais acertada para eles e para a nação. Sob presidência dela, foi deliberado ao D.Pedro realizar a independência política entre Portugal e o Brasil e que culminou no grito do Ipiranga.

1 / 8
1
03:46
‘Pretendo beneficiar um filho meu, sim’ diz Bolsonaro sobre embaixada
Em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a nomeação de seu filho, …
2
03:15
Num ato de coragem, MBL pede desculpas publicamente
O jornalista Gilberto Dimenstein e a Catraca Livre já foram diversas vezes vítimas das milícias digitais do MBL com as …
3
03:04
O real motivo do ataque de Bolsonaro ao filme de Bruna Surfistinha
Jair Bolsonaro decidiu atacar o filme realizado por Deborah Secco sobre a ex-prostituta Bruna Surfistinha. Motivo oficial: o filme, usando …
4
02:13
Entenda os desdobramentos do caso Tabata Amaral no PDT
O PDT suspendeu a deputada federal Tabata Amaral e outros sete parlamentares que votaram a favor da reforma da Previdência, …
5
02:03
Incêndio em estúdio de animação em Japão deixa dezenas de mortos
Dezenas de pessoas morreram durante um incêndio criminoso que tomou conta do estúdio de animação da Kyoto Animation, na cidade …
6
02:19
Barragem abandonada corre risco de rompimento no interior de SP
Uma matéria publicada pelo G1 alerta para o risco de rompimento da barragem de água em Iaras, no interior de …
7
02:30
O que significa a gargalhada de Caetano Veloso?
Um vídeo do cantor Caetano Veloso gargalhando está viralizando nas redes sociais. O motivo da piada é a entrevista que …
8
01:51
Site ‘Não me Perturbe’ permite bloquear ligações de telemarketing
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lançou o Não me Perturbe, site que permite bloquear ligações de telemarketing. O sistema …