Cartaz que liga Haddad a projeto para legalizar pedofilia é falso

Informar

Mulher morre queimada por companheiro em SP

Sheron Chaves Monteiro morreu após ser agredida pelo parceiro na zona sul

Por: Redação | Comunicar erro
Crédito: arquivo pessoalMulher morre queimada por companheiro em São Paulo

Na noite desta sexta-feira (12), uma mulher morreu no Hospital Regional do Grajaú (zona sul de São Paulo) após ter sido internada com queimaduras causadas pelo companheiro na última segunda-feira (8).

No boletim de ocorrência registrado na própria segunda, consta a declaração do irmão de Sheron Chaves Monteiro, que tinha 34 anos. Ela teria sido atacada pelo parceiro, Alex Alexandre Ferreira. O suspeito de ter ateado fogo no corpo da vítima está desaparecido.

Segundo o hospital, a vítima sofreu queimaduras em todo o corpo. O irmão de Sheron informou à polícia neste sábado que ela não resistiu aos ferimentos e morreu. A Secretaria de Estado de Saúde confirmou a informação.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, o irmão de Sheron já havia ido com ela até a polícia em agosto para registrar ocorrência por lesão corporal e ameaça praticadas por Ferreira. A vítima, porém, não havia feito exame no IML (Instituto Médico Legal) e acabou não representando contra ele. Os dois teriam reatado o relacionamento uma semana após o fato.

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Violência contra a mulher: conheça os tipos e como denunciar

  •  Atualmente, só no Brasil, o número de mulheres que morrem ou são violentadas é alarmante e demanda conscientização sobre os direitos e liberdades de cada um. No período de 1 ano, entre março de 2016 e 2017, o país registrou 8 casos do crime por dia.
  • Saiba como funciona a Central de Atendimento à Mulher – ligue 180
  •  Assédio e violência são as principais preocupações das mulheres. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Ipsos em 27 países, incluindo o Brasil. Entenda o estudo

Compartilhe: