CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Mulher protege tartarugas ameaçadas em zona de guerra

Por ANDA

Por: ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais

No Sul do Líbano, próximo à fronteira com Israel, existe uma residência laranja inconfundível. Localizada logo depois de um ponto de controle militar das Forças Armadas do país, na cidade mediterrânea de Tire, ela é cercada por bananais, cabras e pássaros.

Este belo oásis é o lar de Mona Khalil, de 68 anos, uma autoproclamada protetora de tartaruga- marinhas. Em 2000, Khalil se mudou da Holanda, onde havia procurado refúgio durante 17 anos durante a Guerra Civil Libanesa (1975-1990), para uma propriedade de terra que herdou da avó.

Tartarugas estão sendo salvas por uma protetora de animais

Ao retornar, ela descobriu que as tartarugas verde e careta, que é classificada como uma espécie ameaçada pela União Internacional para a Conservação da Natureza, podem ser encontradas na remota praia de El Mansouri.

No mesmo ano, Khalil lançou o The Orange House Project para ajudar a proteger as tartarugas do Líbano. Ela pintou a residência de laranja para simbolizar o abrigo seguro que a Holanda lhe ofereceu. “Este projeto era o meu sonho desde que eu era criança. Amei a praia e a terra aqui”, disse Khalil à CNN.

Ao longo de três anos, Khalil foi treinada por cientistas da Mediterranean Association to Save the Sea Turtles (MEDASSET), que visitaram a praia no Líbano.

Inicialmente, seus esforços não agradaram alguns residentes locais que praticavam a pesca de dinamite – a prática de usar explosivos para matar vários peixes.

Confira o final desta história e outras notícias inspiradoras sobre animais na ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais).

  • Leia também:

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.