CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Mulher relata agressão dentro de restaurante de luxo no Jockey Club

Milka acusa a namorada de um dos sócios do restaurante pela agressão

Por: Redação

A publicitária Milka Borges relatou ter sofrido grave agressão dentro do restaurante de luxo Iulia, no Jockey Club, na Cidade Jardim, Zona Oeste de São Paulo. “Esse vídeo é um relato da covardia que sofri da família dos proprietários do restaurante Iulia”, disse em publicação no seu perfil do Instagram, na noite desta terça-feira, 14.

agressão restaurante jockey club
Crédito: Reprodução/InstagramMulher relata agressão dentro de restaurante de luxo no Jockey Club

Milka, que também é consultora imobiliária, tem 33 anos, e acusa a namorada de um dos sócios do restaurante pela agressão. Ela afirma ter tomado 40 pontos no rosto e feito cirurgias para recuperar movimentos da face após ser atingida por um copo de vidro.

“No sábado (11), por volta das 20h, cheguei ao local para o jantar de aniversário de um amigo. Em meados das 21h, fui com uma amiga usar o banheiro e esperamos a nossa vez na fila. Uma moça que não conhecia, identificamos posteriormente por Fernanda Bonito, chegou no banheiro nitidamente exaltada! Falou para todas que estavam no banheiro que ela mandava no local e esmurrando todas as portas dizendo que ia entrar na cabine antes de qualquer uma que esperava a vez para usar o toalete. As meninas que aguardavam informaram que existia uma fila e que ela precisava aguardar a vez dela”, explicou Milka na publicação.

“No momento que vagou a primeira cabine, a Fernanda veio correndo e lutou com a minha amiga pra tirar ela da cabine que ela que iria usar. Minha amiga, mesmo sem acreditar no que estava acontecendo, deixou ela usar. Uma amiga da Fernanda pediu que a gente relevasse a atitude e então deixamos para lá. Nesse momento alertamos que a moça cuidasse da amiga porque ela estava realmente muito descontrolada”, continuou o relato. “Quando ela saiu do banheiro, começou procurar minha amiga e gritar: ‘Onde está aquela vagabunda? Eu vou chamar os seguranças, eu tiro quem eu quiser daqui. Ela não sabe com quem ela está falando!’”.

Milka seguiu explicando. “A amiga dela segurou ela é falou: ‘Calma amiga’. Ela continuou empurrando todo mundo na fila gritando ‘Calma nada!’. Quando ela chegou em minha direção, eu estava na fila do lado da porta de saída do banheiro, ela ignorou que eu estava ali e me empurrou. Segurei por causa do seu descontrole ao vir em minha direção. Nisso ela puxou meu cabelo, agarrou meu braço e arrancou meu colar, me arranhando”.

Segundo a publicitária, depois da confusão, Fernanda teria saído do banheiro e ido em direção aos seguranças e ao seu namorado, que Milka diz ser Rodrigo Lima, irmão de Ricardo Lima, que é o dono do restaurante Iulia. “Ao pegar minhas coisas no chão, escutei uma confusão do lado de fora do banheiro”, descreveu a vítima. “Não tive como me defender e o copo acertou o meu rosto. Em choque, não percebi a gravidade da situação, só percebi quando vi que estava jorrando muito sangue e uma menina que estava na fila, disse que era da área da saúde, me colocou dentro de uma cabine“.

Milka relata que a confusão persistiu. “O namorado e os seguranças ainda tentavam entrar para me pegar. A menina que me ajudou me orientou a ir a um hospital com urgência pois estava sangrando muito. Ela me manteve na cabine para evitar que eles me batessem mais. As pessoas tentando ligar para ambulância”.

A vítima também acusa o restaurante Iulia de não ter prestado socorro. “Quando consegui sair do banheiro, caminhando com dificuldade me sentindo fraca e achando que fosse desmaiar, consegui ir até a saída do restaurante e não recebi nenhuma ajuda dos seguranças, nenhum apoio ou assistência. O local não disponibiliza pronto atendimento no local. Aguardei a polícia e a ambulância, mas devido à demora e a grande perda de sangue, meus amigos me levaram ao hospital”, escreveu ela.

O caso foi registrado na 34ª Delegacia de Polícia da Vila Sônia. Um inquérito foi aberto para investigar o caso. No sábado, 12, Milka passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) do Jardim Taboão.

View this post on Instagram

Esse vídeo é um relato da covardia que sofri da família dos proprietários do restaurante @iuliajockey dentro do Jockey de SP. No sábado, 11, por volta das 20h cheguei ao local para o jantar de aniversário de um amigo. Em meados das 21h, fui com uma amiga usar o banheiro e esperamos a nossa vez na fila. Uma moça que não conhecia, identificada posteriormente por @fernandabonito ,chegou no banheiro nitidamente exaltada! Falou para todas que estavam no banheiro que ela mandava no local e esmurrando todas as portas dizendo que iria entrar na cabine antes de qualquer uma que esperava a vez para usar a toalete. As meninas que aguardavam informaram que existia uma fila e que ela precisava aguardar a vez dela. No momento que vagou a primeira cabine, a Fernanda veio correndo e lutou com a minha amiga pra tirar ela da cabine que ela que iria usar. Minha amiga, mesmo sem acreditar no que estava acontecendo, deixou ela usar. Uma amiga da Fernanda pediu que a gente relevasse a atitude e então deixamos para lá. Nesse momento alertamos que a moça cuidasse da amiga porque ela estava realmente muito descontrolada. Quando ela saiu do banheiro, começou procurar minha amiga e gritar: “Onde está aquela vagabunda? Eu vou chamar os seguranças, eu tiro quem eu quiser daqui. Ela não sabe com quem ela está falando!” A amiga dela segurou ela é falou: “-Calma amiga”. Ela continuou empurrando todo mundo na fila gritando “Calma nada!”. Quando ela chegou em minha direção, eu estava na fila do lado da porta de saída do banheiro, ela ignorou que eu estava ali e me empurrou. Segurei por causa do seu descontrole ao vir em minha direção. Nisso ela puxou meu cabelo, agarrou meu braço e arrancou meu colar, me arranhando. Mobilizei ela para que parasse com aquela agressão. A amiga dela pediu para que eu a soltasse, eu soltei e pedi pra amiga dela que ela parasse de puxar meu cabelo. Consegui fazê-la soltar meu cabelo e ela saiu do banheiro em direção aos seguranças e ao namorado dela, que identifiquei como @polar81, que é irmão do @ricardo__lima, proprietário do @iuliajockey. Ao pegar minhas coisas no chão escutei uma confusão do lado de fora do banheiro. Continua nos comentários. ⬇️⬇️

A post shared by Milka Borges (@milkaborges) on

1
Como vai funcionar a renda básica emergencial de R$ 600?
Os trabalhadores de baixa renda sem carteira assinada vão poder contar com uma renda básica emergencial do governo para lidar …
2
Bolsonaro prefere ser ‘do contra’ e luta sozinho contra o isolamento social
O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), insiste em desafiar as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização …
3
E se Bolsonaro foi contaminado com coronavírus?
O que não passava de pura especulação e teoria da conspiração tem ganhado ares de verdade com novos capítulos envolvendo …
4
Coronavírus: Câmara aprova auxílio de R$600 para pessoas de baixa renda
A Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira, 26, uma medida que prevê o pagamento de R$600 para trabalhadores de baixa …
5
Bolsonaro e o coronavírus: um presidente na contramão do mundo
O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de terça-feira, 24, pegou de surpresa integrantes do governo e …
6
Entenda a MP da Morte: da polêmica e revogação por Bolsonaro até o erro de redação de Guedes
Em apenas uma canetada o presidente Jair Bolsonaro autorizou empresas a suspenderem contratos com seus empregados por 4 meses, sem …
7
Coronavírus no RJ: a situação dos transportes e dos comércios
O Rio de Janeiro adotou medidas mais severas para conter o avanço do novo coronavírus. O governador do estado, Wilson …
8
Eduardo Bolsonaro cria crise diplomática ao culpar a China pelo coronavírus
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) meteu o pé pelas mãos, botou a culpa do coronavírus totalmente na China e …