Últimas notícias:
Loading...

Negros ingressam mais que brancos no ensino superior pela 1ª vez

50,3% dos inscritos em instituições públicas brasileiras são negros

Em 2018, pela primeira vez, os estudantes negros (pretos ou pardos) se matricularam mais que brancos em universidades públicas do país. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Negros são maioria de inscritos em universidades públicas, diz IBGE
Créditos: Piranka/ iStock
Negros são maioria de inscritos em universidades públicas, diz IBGE

O informativo Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil fez uma comparação com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio – Contínua (Pnad Contínua), que teve início em 2016.

A pesquisa mostrou que apesar dos universitários representarem 55,8% da população brasileira, 50,3% dos inscritos no ensino superior são negros. Na rede privada, contudo, pretos e pardos ainda são minoria, representando 46,6% do total.

A pesquisa ainda aponta que os índices educacionais de negros melhoraram em acesso e permanência. Segundo a Agência Brasil, em 2016, jovens de 18 a 24 anos pretos ou pardos em universidades públicas era de 50,5% e subiu para 55,6% dois anos depois.

Uma analista de indicadores sociais do IBGE disse que o resultado reflete as políticas públicas, como o sistema de cotas, que ajudaram no acesso e permanência na rede de ensino.