Nova lei na Noruega permite que criança faça transição de gênero

Por: Redação

Após a Noruega permitir por lei que crianças, além de adultos, possam fazer a solicitação da transição de gênero em seus documentos de identidade, Anna Thulin, uma menina trans de 10 anos, conseguiu o direito de ser tratada tal e qual como ela é: uma garota. As informações são do G1.

David Keyton/AP
Anna conseguiu solicitar a transição de gênero em seus documentos sozinha

Antes da nova lei, Anna passou por algumas situações indesejadas. Apesar dos longos cabelos loiros e a fisionomia de uma menina, seu passaporte ainda surgia com o “M” de masculino na opção “gênero”, em vez de “F” de feminino. Isso mudará com a nova lei. “Em algumas semanas, terei um novo passaporte, e agora terá um ‘F'”, disse Anna à agência AP.

David Keyton/AP
Anna conseguiu solicitar a transição de gênero em seus documentos sozinha

Na escola, Adrian (como Anna era chamada) era alvo de bullying por parte dos colegas. A mãe, Siri Oline Myge, percebeu que seu então filho já tinha comportamentos mais femininos aos três anos de idade. Aos cinco, Adrian passou a adotar somente o nome de Anna.

Com a nova lei, a Noruega entra no rol dos cinco países do mundo (junto com Argentina, Irlanda, Malta e Dinamarca) a permitir que os adultos possam fazer a transição de gênero legalmente. Mas apenas Malta e Noruega estenderam os direitos às crianças.

David Keyton/AP
Anna conseguiu solicitar a transição de gênero em seus documentos sozinha