‘O Bolsonaro vai matar viado’, dizem homofóbicos no metrô de SP

Essa não é a primeira vez que os pretensos eleitores do ex-deputado fazem esse tipo criminoso de manifestação

Por: Redação
eleitores bolsonaro
Crédito: Reprodução/FacebookEleitores de Bolsonaro entoam gritos homofóbicos em metrô de SP

Um vídeo que está circulando nas redes sociais e já conta com mais de trinta mil visualizações, mostra um grupo do que parece ser eleitores de Jair Bolsonaro (PSL) entoando gritos homofóbicos, ressaltando que, se eleito, o ex-deputado “vai matar viado”.

“Ô bicharada, toma cuidado, o Bolsonaro vai matar viado!”, cantam um grupo de pessoas entre homens e mulheres repetidas vezes. A cena aconteceu na estação de metrô Sé, uma das mais movimentadas de São Paulo.

Autor das filmagens, Luis Othavio Nunes se disse indignado ao presenciar tal ato. “No início começou com uma torcida gritando contra a outra. Quando de repente começaram a falar do candidato, todos em volta começaram a gritar juntos contra os gays exaltando Bolsonaro, se incentivando como se achasse aquilo bonito”, relata o jovem.

“É isso que as pessoas pensam, que se o Bolsonaro assumir o poder eles vão ter carta branca para matar os gays? O que nós fizemos para vocês terem esse ódio contra a gente?”, questiona Luis.

( PF ASSISTAM SÓ O COMEÇO ) É isso que as pessoas pensam, que se o bolsonaro assumir o poder eles vão ter carta branca para matar os gays? O que nós fizemos para vocês terem esse ódio contra a gente? Nos sentimos a mesma coisa que vocês, temos coração e somos seres humanos também. Eu só queria ter o direito de amar quem eu quiser sem escutar no metro que vão me matar sem nenhum motivo. ? por favor compartilhem esse vídeo para mais pessoas entenderem o risco do bozo assumir o poder e também para mais LGBT verem esse vídeo para entenderem o perigo que o bolsonaro representa para nós. :(

Posted by Luis Othavio Nunes on Wednesday, October 3, 2018

Essa não é a primeira vez que isso acontece. Recentemente, torcedores do Atlético Mineiro fizeram a mesma coisa, mas dirigindo os ataques aos seus rivais, que torcem pelo Cruzeiro, durante partida entre os dois times no campeonato brasileiro em setembro.

Na ocasião, o clube divulgou nota repudiando a atitude dos torcedores.

“O Clube Atlético Mineiro lamenta profundamente as manifestações homofóbicas de parte dos torcedores, no jogo deste domingo, no Mineirão. Reiteramos nosso repúdio a quaisquer gestos de preconceito ou de incitação à violência. A maior torcida de Minas é composta por pessoas de todas as classes sociais, raças e gêneros, não cabendo qualquer tipo de discriminação. Isso não faz parte da nossa gloriosa história! #TimeDeTodos”

Saiba como denunciar homofobia

Embora não seja considerada crime, a homofobia é hoje uma das práticas de ódio mais comum no dia a dia. A ojeriza motivada pela orientação sexual de outrem deixa marcas que, quando não fatais, psicológicas.

No Brasil, de acordo com dados do Grupo Gay da Bahia, uma pessoa LGBT é morta a cada 19 horas. Em 2017, a entidade computou 445 homicídios desse tipo, o que representa um aumento de 30% em relação ao ano anterior.

No link abaixo, saiba o que fazer em caso em caso de homofobia e como identificar quando você está sendo vítima de um ataque homofóbico.

Compartilhe: