Pessoas em situação de rua são retiradas de praça para evento

Por: Redação

Hoje, quinta-feira, rolou um evento na praça Princesa Isabel na parte da manhã, no centro de São Paulo, para a comemoração do Dia do Soldado e também para a formatura de 2.000 cadetes. Para isso, pessoas em situação de rua foram retiradas do local e alguns dos seus pertences, segundo eles, foram levados embora pela GCM (Guarda Civil Metropolitana).

Praça Princesa Isabel
Praça Princesa Isabel

Em uma matéria publicada pela Folha de S. Paulo, foi afirmado que “foram levados itens como roupas e documentos —além da retirada de 50 barracas. A maioria acabou saindo de lá para voltar a dormir na cracolândia, em meio à concentração de dependentes de crack, do outro lado da avenida Rio Branco”.

Na terça e quarta-feira o exército distribuiu sucos e salgados para as pessoas em situação de rua que estavam alojados na praça, “para que não fiquem tão contrariados de estarmos tomando o espaço deles”, disse Hedel Fayad, general que liderou a limpeza da praça.

RESPOSTA DA PREFEITURA

Segundo a assessoria, as secretarias de Saúde, Direitos Humanos e Assistência Social acompanharam todo o procedimento de retirada das pessoas e nenhum regra do decreto, publicado em julho, foi quebrada.

Um decreto municipal publicado em julho de 2016 estabeleceu que, caso os moradores não saiam voluntariamente de algum local, os abrigos deles podem ser removidos de dia, mas não os objetos pessoais.

Compartilhe: