#PleaseGoogle: comandos de voz devem ser cada vez mais amigáveis

Consultor de tecnologia destaca a personalização crescente na relação entre homens e máquinas; assim, não é ok começar um diálogo com ok, nem com robôs

Por: Redação

No filme americano “Ela”, de 2013, dirigido por Spike Jonze, um homem se apaixona por um sistema operacional controlado por Inteligência Artificial. Na vida real, essa relação entre humanos e máquinas não precisa chegar ao amor. Porém, nada impede de que os comandos de voz usem mais gentileza ao interagirem com as pessoas.

Assim, a Catraca Livre, junto com a agência Ampfy, estão causando transformações positivas e pretendem ajudar a tornar esse contato mais amigável.

Vem com a gente na força-tarefa #PleaseGoogle!

Os comandos de voz têm cada vez mais utilidades
Crédito: DMEPhotography/iStockCada vez mais os comandos de voz são acionados, agregando diversas utilidades

Convidamos a Google a integrar essa onda de mais ternura, tornando mais amigáveis os seus comandos de voz.

Solicitamos que os comandos de voz da Assistente Google sejam ativados com a expressão “Por Favor”, e não apenas com “OK”, como é hoje.

Afinal, é cada vez maior o número de funções em que esse tipo de recurso atua na sociedade, como aponta André Castro, gerente de operações do Grupo PLL, empresa de tecnologia focada na excelência em serviços.

“Utilizar comandos de voz para acionar equipamentos do automóvel é extremamente seguro”, exemplifica. “Evita que o motorista se disperse enquanto dirige, o que acontece se ele tem que digitar uma mensagem.”

Segundo Castro, os bancos também passaram a se valer muito dos comandos de voz para se relacionar com seus clientes.

Aliás, criaram inclusive personagens que dão uma cara à Inteligência Artificial. Assim, quebram de certa maneira a frieza do ato de interagir com um robô.

Castro destaca que o próprio Grupo PLL desenvolveu uma dessas figuras de relacionamento por comandos de voz. Ela foi batizada de Lia.

Essa dose de “calor humano” que tem sido projetada nos robôs, por sinal, constitui uma tendência crescente, de acordo com o gerente de operações.

“Esse tipo de interação está cada vez mais personalizado e amigável”, afirma. “A forma de o comando de voz conversar com pessoas acima de 30, 40 ou 50 anos é uma, e a de tratamento com jovens de 15 a 25 é outra, por exemplo.”

E, em sua opinião, essa particularização da linguagem de acordo com o público-alvo deve se tornar ainda mais comum. “Pode mesmo evoluir para se adaptar a diferentes profissões, dirigindo-se a engenheiros de uma forma e a arquitetos ou gerentes de multinacionais de outra”, frisa.

Crédito: Istock Por uma relação mais cordial com os comandos de voz

Enfim, a gentileza no trato é um conceito que ganha força na seara da Inteligência Artificial.

“É possível condicionar esses comandos para, após um contato de 15 minutos com uma pessoa, o robô agradecer por esse tempo em que estiveram juntos”, menciona Castro. “A Inteligência Artificial oferece inúmeras possibilidades nesse sentido.”

Nada mais apropriado. Vivemos em um mundo que precisa de mais e mais gentileza. E isso vale para os comandos de voz. Não é ok iniciar uma conversa com “ok”.

Não precisa virar amor, como ocorreu no filme “Ela” – mas uma relação cordial e amistosa sempre é bem-vinda. Mesmo entre humanos e máquinas.

Queremos trocar o “Comando” de voz, por um “Pedido” mais educado e tolerante. Por isso, pedimos gentilmente #PleaseGoogle.

Espalhe você também essa ação por mais gentileza. Compartilhe a hashtag #PleaseGoogle.

Saiba mais detalhes da ação neste link.

1
Brumadinho: relatos lembram a maior tragédia socioambiental do Brasil
Há um ano, a cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG) viveria um pesadelo difícil de ser esquecido. Era …
2
Brumadinho: relatos lembram a maior tragédia socioambiental do Brasil
Há um ano, a cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG) viveria um pesadelo difícil de ser esquecido. Era …
3
Denúncia contra Glenn Greenwald é um ataque à liberdade de imprensa?
Uma denúncia realizada pelo Ministério Público Federal foi vista como um ataque direto à liberdade de imprensa no Brasil. O …
4
9 pontos polêmicos que Sergio Moro se esquivou no Roda Viva
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foi o primeiro entrevistado da nova temporada do programa Roda Viva, …
5
‘Noivado’ de Regina Duarte com Bolsonaro divide opiniões
“Nós vamos noivar, vou ficar noiva, vou lá conhecer onde eu vou habitar, com quem que eu vou conviver, quais …
6
A queda: entenda a polêmica que custou o cargo de Roberto Alvim
Após praticamente reproduzir um discurso do ministro nazista Joseph Goebbels, o ex-secretário de Cultura, Roberto Alvim, protagonizou uma polêmica que …
7
Impunidade de Victor não é caso isolado no Brasil de Bolsonaro
Victor Chavez, cantor sertanejo da extinta dupla Victor e Léo, foi condenado por agredir a esposa grávida de quatro meses …
8
Anarquia da ponte pra lá: a história do punk na periferia de SP
Autor do livro My Way, Valo Velho é história viva da cena anarcopunk de São Paulo. A Catraca Livre foi até …