Por ‘falta de provas’, UFSCar arquiva denúncia de assédio sexual

Com informações do G1

Por: Redação | Comunicar erro

Há um ano e dois meses, a ex-estudante Thais Santos Moya publicou no Facebook uma denúncia de assédio sexual contra um professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Após abrir uma sindicância para analisar o caso, a comissão da instituição concluiu que o abuso não foi comprovado e encerrou o processo. Agora, a ex-aluna vai recorrer da decisão.

Ao G1, a universidade se manifestou por nota. No texto, a UFSCar informou que a comissão concluiu os trabalhos de apuração em dezembro do ano passado, mas o resultado só foi divulgado na terça-feira, dia 16, porque teve de passar por análise da Procuradoria Federal.

No processo, foram ouvidas 17 testemunhas, além da autora da denúncia e do professor acusado de assédio. De acordo com a instituição, as partes envolvidas tomaram ciência da decisão na segunda-feira, dia 15, e foram informadas da possibilidade de acesso à íntegra do processo.

No entanto, também nesta segunda, Thais divulgou um vídeo nas redes sociais criticando a falta de acesso ao processo. Ela disse que não teve acesso imediato ao relatório da sindicância para poder se manifestar em até dez dias.

Thais na CPI dos Trotes

Na terça-feira, após a divulgação do arquivamento, ela questionou o posicionamento da comissão em relação a outras denúncias que apresentou.

“Tais denúncias foram acatadas inicialmente e devidamente encaminhadas a quem de direito. Porém, estranhamente, a portaria que instaurou a atual comissão ignorou todas elas, instaurando sindicância apenas, mas não menos importante, para o caso de assédio sexual. Todas as provas – não apenas de infrações, mas também de crimes – foram exaustivamente ignoradas pela universidade nos últimos 14 meses”, declarou.

A doutora em sociologia afirmou, ainda, que não pretende encerrar o assunto. “Os últimos meses têm demonstrado que, em todo país, as mulheres estão se libertando do medo e denunciando as violências de que são constantemente vítimas. Isso é irreversível e o mundo não está preparado para mulheres que não se calam. Não me calei, nem me calarei”.

Na página do Facebook “Meu Professor Abusador“, Thais publicou um relato sobre o professor acusado. Confira:

Crédito: HeloisaRelato sobre o caso

Relembre o caso

Em 2014, a socióloga raspou seu cabelo para protestar contra o assédio sexual que teria sofrido por parte de um professor. Na época, ela desabafou sobre o caso por meio do Facebook. A mensagem foi compartilhada milhares de vezes e registrada dias depois da ouvidoria da UFSCar, que iniciou o processo para apurar a denúncia.

Como protesto, a ex-estudante raspou o cabelo na época do caso

Assista ao vídeo publicado por Thais na terça-feira:

Infelizmente, trago notícias ruins.A UFSCar tem me negado, desde dezembro, o acesso ao relatório final da comissão de…

Posted by Thais Moya on Lunes, 15 de febrero de 2016

Compartilhe:

1 / 8
1
07:26
STF e o limite da liberdade de expressão
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, anunciou em março a abertura de um inquérito para investigar casos …
2
01:03
Ex-presidente do Peru tenta suicídio após receber ordem de prisão
O ex-presidente do Peru Alan García morreu nesta quarta-feira,17, após atirar contra si mesmo em uma tentativa de suicídio em …
3
04:17
32% acreditam que câncer é causado por traumas, diz pesquisa
O jornal Folha de S. Paulo divulgou uma pesquisa feita pelo Instituto Oncoguia que revela uma situação preocupante: 32% dos …
4
04:45
Famosos fazem desabafo sobre depressão
Recentemente, o humorista Whindersson Nunes publicou uma série de posts em sua rede social desabafando sobre um sentimento profundo de …
5
01:32
Quem disse que não dá para surfar na cidade?
A Surf House Brasil é o lugar perfeito para você quer aprender a surfar ou ficou com saudade de pegar …
6
01:45
Catedral de Notre Dame: 8 séculos de história queimam em Paris
Um incêndio de grandes proporções atingiu a Catedral de Notre Dame, em Paris. O local é um dos pontos turísticos …
7
02:29
Vídeo analisa a maior irresponsabilidade na vida de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro mandou desativar os radares de rodovias federais. Será que é uma boa ideia? A Folha de São …
8
05:43
Entenda a proposta de Bolsonaro para a educação domiciliar
O presidente Jair Bolsonaro assinou o projeto de lei que pretende regulamentar a educação domiciliar no país. Se aprovada pelo …