Últimas notícias:

Loading...

Professor gargalha ao comentar as mortes pela covid-19

“Você vai me chamar de genocida, mas as pessoas morrem, sabe?", disse um docente da Universidade Federal de Goiás

Por: Redação
Ouça este conteúdo

José Ricardo Sabino, professor doutor da UFG (Universidade Federal de Goiás) deu gargalhadas ao falar das mortes pela pandemia do coronavírus em aula on-line. Além de minimizar os óbitos, comparando-os com acidentes, o docente ainda questionou as máscaras e defendeu medicamentos contra a covid-19.

“Você vai me chamar de genocida, mas as pessoas morrem, sabe? As pessoas morriam antes da pandemia. Há indícios de que as pessoas morriam antes. Há indícios de que não havia UTI antes da pandemia”, disse ao gargalhar.

Crédito: Reprodução/YoutubeProfessor deu gargalhadas ao falar das pessoas mortas pela covid-19

“Há indícios de que continua negando que remédios podem fazer algum auxílio”, afirma em outro trecho. “Há gente negando, apesar de haver estudos. Eles resolveram não estudar os remédios.”

Sabino é investigado pela universidade e suas declarações causaram o repúdio de estudantes, por meio do Diretório Central dos Estudantes (DCE), e do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato).

O Brasil já ultrapassou a marca de 311 mil mortos nesta pandemia –56.012 óbitos apenas no mês de março.

Abaixo, assista ao trecho da aula. O vídeo foi divulgado pelo site Metrópoles.

Compartilhe: