CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Projeto em BH ensina mulheres periféricas a reformar suas casas

Criada pela arquiteta Carina Guedes, a iniciativa tem como objetivo promover a melhoria da moradia para famílias de baixa renda em Belo Horizonte

Por: Heloisa Aun

Moradora da ocupação Dandara, na periferia de Belo Horizonte (MG), a cozinheira Ana Paula Sousa, de 36 anos, rebocou toda sua casa, fez a encanação de água, colocou cerâmica no quarto e reformou outro cômodo. Tudo isso sozinha, sem precisar de auxílio de um profissional.

Recém-formada como costureira, a mineira foi uma das participantes do projeto “Arquitetura na Periferia“, que ensina mulheres de baixíssima renda a reformarem suas próprias casas.

A ideia nasceu a partir da pesquisa de mestrado da arquiteta Carina Guedes, de 32 anos, e teve a colaboração de sua orientadora, Silke Kapp, e do grupo de pesquisa coordenado pela professora, o MOM (Morar de Outras Maneiras).

“Entrei para o mestrado com a angústia de exercer uma profissão que não era capaz de atender a uma camada expressiva da população brasileira, justamente aquela que mais autoconstrói, ou seja, produz suas próprias moradias”, afirma Carina.

A primeira edição do “Arquitetura na Periferia” ocorreu entre setembro de 2013 e junho de 2014. Durante 10 meses, Carina deu assistência técnica semanal a três mulheres da ocupação Dandara.

O projeto teve como objetivos imediatos promover a melhoria da moradia para famílias de baixíssima renda e desenvolver a capacidade de planejamento do grupo.

Para a participante Ana Paula, os encontros transformaram não só a sua casa, mas também a sua visão de mundo. “Hoje olho as coisas e as pessoas de outra forma. Por exemplo, olho para as pessoas sabendo que qualquer uma de nós é capaz de fazer qualquer coisa que quisemos”, relata.

Na iniciativa, as mulheres aprenderam a medir e desenhar suas casas; levantar, analisar e priorizar suas demandas; propor, representar e discutir soluções espaciais; planejar sua execução e financiá-la coletivamente; realizar compras de materiais a bom preço e com economia de escala; e executar parte das obras.

“Esse processo nos leva ao nosso objetivo principal que é estimular a autoconfiança e autoestima das participantes, o que acaba por estimular a melhoria de suas condições de vida e também de suas famílias”, ressalta a arquiteta.

Financiamento

O primeiro grupo foi mantido por Carina com parte de sua bolsa da CAPES para o microfinanciamento das obras, além do dinheiro economizado pelas próprias mulheres.

Com o resultado positivo da iniciativa, a arquiteta passou a integrar a associação “Arquitetos Sem Fronteiras” e conseguiu apoio da ONG internacional “Brazil Foundation”.

Agora, a idealizadora busca apoiadores financeiros e ferramentas para tornar o projeto algo sustentável, como um negócio social, e expandir a atuação para a criação de novas edições.

“O nosso trabalho busca levar a estas mulheres algo do que lhes é negado. Tenho a consciência que é apenas uma minúscula intervenção neste espaço tão desigual e injusto em que vivemos, mas o vejo como uma faísca, que pode ou não gerar um incêndio de transformações”, finaliza.

Assista ao vídeo e saiba mais:

1
“Na fila do Sus” retrata luta dos povos indígenas contra o desmonte da Saúde
"Na fila do SUS" é uma websérie em formato original com seis episódios e o seu segundo episódio, que trata …
2
O desmatamento na Amazônia, a boiada e os retrocessos de Salles em meio à pandemia
O Brasil bateu mais um recorde de desmatamento na Amazônia Legal. Entre janeiro e março, foram mais 796 km² de …
3
Morre Gilberto Dimenstein, jornalista e fundador da Catraca Livre
É com profunda tristeza que a Catraca Livre anuncia o falecimento de seu fundador, Gilberto Dimenstein, aos 63 anos de …
4
Entenda a operação da Polícia Federal de combate às fake news
O combate às fake news ganhou um novo e importante capítulo nesta semana com a Polícia Federal realizando uma série …
5
Witzel é alvo da PF; Zambelli antecipa operação em entrevista
A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira, 26, a Operação Placebo, que apura desvios na Saúde do Rio de Janeiro nas …
6
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
7
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
8
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …