Projeto espalha ninhos de livros pela cidade

Ação acontece em espaços públicos com o objetivo de democratizar a leitura

Por: Redação | Comunicar erro
Divulgação
Qualquer pessoa pode colaborar com o projeto

Com o objetivo de democratizar a leitura, o projeto “Ninho de Livro” espalha pontos de troca de livros pela cidade. Em simpáticas casinhas de madeira, instaladas em locais de grande circulação, as pessoas podem pegar obras e deixar material para ser doado. A ação acontece desde janeiro na cidade.

“A ideia foi inspirada em um projeto que conheci durante uma viagem de férias à França. Me deparei com uma caixa presa na janela de uma casa onde as pessoas poderiam deixar livros que não quisessem mais. Achei democrático e genial, já que muitas vezes não sabemos o que fazer com livros velhos”, afirmou Renata Tasca, sócia da agência de benfeitorias Satrápia, que coordena o projeto. No Rio,  a ideia ganhou novo design e a caixinha, ganhou ares de casa de passarinho.

“O primeiro local foi o piloto e fizemos na praça Sarah Kubitschek, em Copacabana. Ficamos super felizes, pois a aceitação foi ainda maior do que esperávamos, com uma resposta de trocas imediata. Logo em seguida fizemos o lançamento do projeto no Vidigal e o terceiro Ninho foi instalado no Parque Guinle,” conta Renata. A ideia é que, até o fim do primeiro trimestre, 10 ninhos estejam em funcionamento na cidade em pontos como o Colégio Pedro II, Parque Lage e Praça São Salvador.

“Ao instalar o ninho geralmente colocamos uma média de dez livros em cada casa, sendo que dali em diante as trocas são orgânicas. Vimos que depois de dois meses, as casinhas continuavam com livros, o que nos mostra que a troca está acontecendo”, afirma. Qualquer um pode participar do projeto e deixar sua colaboração.

As primeiras casinhas foram instalados com a verba da própria agência. Atualmente, os produtores buscam parcerias com marcas que possam apoiar o projeto  para que ele possa ser expandido.

Como ajudar?

O projeto Ninho de Livro foi um dos seis projetos de intervenções urbanas selecionado para participar do matchfunding, formato de financiamento coletivo para projetos criativos. Bibliotecas colaborativas em formato de casas de passarinhoserão instaladas em dez comunidades pacificadas, visando a democratização do acesso à leitura e disseminação da cultura de troca. Quer ajudar? Clique aqui!

Compartilhe:

1 / 8
1
04:31
Ministro da Educação bate-boca com manifestantes no Pará
De férias com a família em Alter do Chão (PA), o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, se envolveu em uma …
2
02:46
Contra o machismo, Sandy e Junior mudam o final de Maria Chiquinha
Durante uma apresentação em Fortaleza, no Ceará, o cantor Junior deu uma lição contra o machismo e mudou o final …
3
02:21
[ALERTA GATILHO] Jovem descobre estupro coletivo após imagens vazarem
Uma jovem de 22 anos de idade foi vítima de estupro coletivo na Região Serrana do Rio de Janeiro (RJ), …
4
02:14
[ALERTA GATILHO] Menina pede pra morrer após ser estuprada
Após ser estuprada pelo primo, de 32 anos, menina de 5 anos pede pra morrer. O caso aconteceu em Cubatão, …
5
02:17
Mulheres vítimas de violência estão mais expostas à morte por doenças
Um estudo inédito do Ministério da Saúde divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo revela que mulheres expostas à situações …
6
03:46
‘Pretendo beneficiar um filho meu, sim’ diz Bolsonaro sobre embaixada
Em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a nomeação de seu filho, …
7
03:15
Num ato de coragem, MBL pede desculpas publicamente
O jornalista Gilberto Dimenstein e a Catraca Livre já foram diversas vezes vítimas das milícias digitais do MBL com as …
8
03:04
O real motivo do ataque de Bolsonaro ao filme de Bruna Surfistinha
Jair Bolsonaro decidiu atacar o filme realizado por Deborah Secco sobre a ex-prostituta Bruna Surfistinha. Motivo oficial: o filme, usando …