Projeto irá mapear áreas para preservar animais em extinção

No Brasil, há 633 espécies ameaçadas de extinção, de acordo com o Ibama

Crédito: João Marcos RosaO projeto é chamado de “86 Sítios da Aliança Brasileira para Extinção Zero”

A Fundação Biodiversitas, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, irá lançar, em setembro, um mapeamento de áreas que abrigam os últimos refúgios de 230 espécies ameaçadas de extinção, nas categorias “em perigo” ou “criticamente em perigo”, com distribuição geográfica restrita a um ou poucos locais bastante próximos entre si. Trata-se do projeto “86 Sítios da Aliança Brasileira para Extinção Zero” (Baze, na sigla em inglês), que irá abranger todo o país.

No Brasil, atualmente, há 633 espécies ameaçadas de extinção, de acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o que indica a necessidade de promover ações que visem a preservação desses animais.

Entre os estados com mais sítios protegidos pelo projeto, estão a Bahia, em primeiro lugar, e Minas Gerais, em segundo. O estado baiano têm 29 sítios, com 48 espécies, enquanto o mineiro tem o mesmo número de sítios, porém com 33 animais que correm risco de extinção.

“Tratam-se de locais de habitação única de determinadas espécies, que oferecem os recursos necessários a sua sobrevivência. Um exemplo é a arara-azul-de-lear, que tem apenas cerca de mil indivíduos vivos, e só é encontrada no nordeste da Bahia”, diz a diretora executiva da Fundação Biodiversitas, Gláucia Drummond.

Confira o final desta história e outras notícias inspiradoras sobre animais na ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais).

Em parceria com ANDA

Agência de Notícias de Direitos Animais e maior portal de notícias sobre animais do mundo.

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário ANDA

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.