Últimas notícias:

Loading...

Província canadense e 1 ª da América do Norte a ter doação automática de órgãos

De acordo com a lei, todas as pessoas na Nova Escócia serão consideradas doadoras de órgãos em potencial, a menos que optem por não ser um doador

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A província canadense da Nova Escócia se tornou na primeira jurisdição na América do Norte a implementar a doação automática de órgãos.

De acordo com a Lei de Doação de Órgãos e Tecidos Humanos, que entrou oficialmente em vigor no último dia 18 de janeiro, todas as pessoas na Nova Escócia serão consideradas doadoras de órgãos em potencial, a menos que optem por não ser um doador. As informações são do jornal Halifax Today.

doação de órgãos
Crédito: Sturti/istock Província canadense e 1 ª da América do Norte a ter doação automática de órgãos

A lei foi aprovada em abril de 2019 e o objetivo é fazer com que mais pessoas sejam estimuladas a doar.

De acordo com a lei, os únicos isentos são os menores de 19 anos, pessoas que não conseguem tomar decisões sobre a própria saúde e aqueles vivem na Nova Escócia há menos de 12 meses.

A lei poderá fazer as doações aumentarem até 50% em cinco anos.

A doação de órgãos e tecidos de apenas uma pessoa – que incluem pele, osso, válvulas cardíacas, córneas e muito mais – podem mudar, ou salvar até 80 vidas.

No Brasil

No Brasil, um projeto de lei que tramita no Senado pertente tornar a doação de órgãos automática. A proposta é do senador Major Olimpio (PSL-SP).

O projeto apresentando em 2019 coloca a doação de órgãos e tecidos como sendo de consentimento presumido. Ou seja, caso a pessoa maior de 16 anos não se manifeste contrária à doação, ela é automaticamente considerada doadora.

Compartilhe: