PSL contratou PMs de forma ilegal para proteger Bolsonaro na campanha

Nem o PSL, nem a Presidência da República se dispôs a comentar as irregularidades

Por: Redação

O Diretório Nacional do PSL contratou 64 policiais militares e civis de forma ilegal para proteger o presidente Jair Bolsonaro enquanto ainda era apenas candidato ao cargo, na campanha eleitoral, de 2018. Os agentes de segurança pública prestaram serviços privados em eventos, durante seus horários de folga, mas a prática é vedada para esses servidores, de acordo com a legislação.

psl bolsonaro policiais ilegal
Crédito: Agência Brasil/Tânia RegoPSL contratou PMs de forma ilegal para proteger Bolsonaro na campanha

Foram pagas cerca de cem diárias a esses profissionais, totalizando uma despesa de mais de R$ 50 mil, custeada com recursos do fundo partidário do PSL, que é composto por repasses dos cofres públicos, e com receitas de campanha. Os dados constam da prestação de contas do partido enviadas ao Tribunal Superior Eleitoral.

Entre os policiais civis havia um inspetor e até um perito criminal. A diária paga era de R$ 500, já incluídas despesas com transporte e alimentação.

Segundo apurou o jornal  Folha de S.Paulo’, os policiais deveriam informar no contrato que estavam prestando o serviço “com autorização legal”.

O fato acima citado é considerado inusitado porque os estatutos dos policiais civis e militares do Rio exigem dedicação exclusiva, o que veda a atuação como segurança privada em horários de folga. Na Polícia Militar, decreto federal que regulamenta a atividade policial também estabelece a dedicação exclusiva.

O policial que não cumpre a regra fica sujeito a sanções disciplinares, que vão de advertência à suspensão. Mas, a prática não é considerada crime, e não há penas previstas para os contratantes.

O PSL nacional não respondeu aos questionamentos realizados pela Folha. Já a Presidência da República, por meio de sua assessoria, afirmou que não comentaria o assunto.

1
Governo Bolsonaro libera pesca em áreas de conservação ambiental
Uma portaria do Instituto Chico Mendes (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, autorizou a pesca esportiva e amadora …
2
Chuva forte deixa São Paulo debaixo d’água
A chuva que começou ontem não deu sinal de trégua e fez São Paulo amanhecer debaixo d’água nesta segunda-feira, 10. …
3
Coronavírus: aviões da FAB vão retirar brasileiros de Wuhan, na China
Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram nesta quarta-feira, 5, em direção a Wuhan, na China, para retirar os …
4
BBB20: Mulheres decidem o destino de Pétrix Barbosa
A união das mulheres  decidiu o destino de Pétrix não apenas no Big Brother Brasil 20, mas também fora da …
5
Damares Alves: abstinência sexual, protesto e contradição?
Por que este grupo de mulheres deu as costas para a ministra Damares Alves enquanto ela defendia sua política de …
6
Bolsonaro e a demissão do secretário que viajou com jato da FAB
O presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter que vai tornar sem efeito a nomeação de José Vicente …
7
Visibilidade trans: a história de Thais de Azevedo
O que é violência para você? Para Thais de Azevedo essa pergunta resume uma trajetória de vida. Como mulher trans, …
8
Qual o impacto do feminismo na periferia ? Luana Hansen dá a letra
Dj, MC e produtora musical, Luana Hansen fez e faz história no movimento hip hop há, pelo menos, duas décadas. …