Publicitária dá lição aos que argumentam que estupro pode ser culpa da vítima

Por: Redação

Nesta última semana, após uma garota de 16 anos ser estuprada por 33 homens, um dos assuntos mais discutidos nas redes sociais é a questão do estupro. Por incrível que pareça, muitas pessoas ainda tentam encontrar argumentos para justificar o crime ou, até mesmo, culpar a vítima por ter acontecido.

Em inúmeras publicações, o Catraca Livre tentou conscientizar a todos que A CULPA NUNCA É DA VÍTIMA. Mas, mesmo assim, a enxurrada de comentários a favor dos agressores e contrários à vítima não parou.

A publicitária Marina Ferreira, de 25 anos, fez uma publicação didática no Facebook em que consegue desconstruir vários dos argumentos que culpabilizam a vítima. Ela cita o argumento usado (por exemplo, “Se ela estivesse na igreja isso não aconteceria!”) e coloca um link para uma matéria que contrapõe o argumento (“Jovem é estuprada dentro de secretaria de igreja em Brasília”).

Veja abaixo a publicação original: