CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

‘Que se dane se Flávio Bolsonaro é filho do presidente’, diz senador

O líder do PSL no Senado, Major Olímpio defende a saída de filho do presidente da sigla

Por: Redação

Em entrevista ao site Congresso em Foco, publicada nesta quarta-feira, 18, o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), disse que o partido não é uma dinastia e que por isso ele defende a saída de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) da sigla.

“Para mim, todos os filiados do PSL são absolutamente iguais e merecem o respeito como filiados. Para mim, eu quero que se dane se é filho do presidente ou não, isso aqui não é dinastia, é um partido político e tem a área de governo”, disse o senador.

Crédito: Jefferso Rudy / Agência SenadoRelação entre Major Olímpio e Flávio Bolsonaro, ambos do PSL, está desgastada

Este é mais um capítulo da guerra interna na bancada do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, no Senado.

Os desentendimentos se acirraram após Flávio Bolsonaro pressionar senadores a retirarem suas assinaturas para a instalação da CPI da Lava Toga.

De acordo com a reportagem site Congresso em Foco, o auge do desgaste se deu com a saída da senadora Juíza Selma para o Podemos.

Nas redes sociais, a parlamentar atribuiu sua saída do PSL aos desgastes gerados pelo filho de Jair Bolsonaro. “Saí do PSL por causa do desentendimento com o senador Flávio Bolsonaro. Não foi apenas pelo fato de ele querer que eu retirasse a assinatura. Foi pela forma indelicada e desrespeitosa com que ele me tratou”.

Durante a cerimônia de filiação da senadora Juíza Selma no Podemos, o Major Olímpio sinalizou que pode fazer o mesmo caminho que a ex-colega de partido.

Crédito: Roque de Sá/Agência SenadoMajor Olímpio participou do ato de filiação da Juíza Selma ao Podemos

“Na nossa vida, nós temos muitas vezes que fazer escolhas. Você está fazendo uma escolha digna, séria. Indo para um partido sério, respeitoso. E tenho certeza que na maioria das matérias nós continuaremos a votar juntos. E na vida a gente nunca dá ‘adeus’. Em alguns momentos, a gente diz ‘até breve'”, disse Olímpio, único parlamentar de fora do Podemos a participar do ato.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.