‘Quero morrer’, diz aluna após elegerem ‘vadias da semana’

Se você estiver sofrendo bullying ou conhece alguém que esteja, disque 100 - a ligação é gratuita e o atendimento é 24 horas

Por: Redação | Comunicar erro

Os acontecimentos em um colégio de São Paulo remetem à série 13 Reasons Why, que narra a história de uma jovem que se suicidou por sofrer bullying.

A reportagem realizada pela revista AzMina revela um lado obscuro do ensino médio de uma escola em São Paulo, onde estudantes elegem as “vadias”, “putas” e “broxas” da semana. Os vídeos com essas informações viralizam em grupos de Whatsapp, mas os alunos obviamente se sentem afetados fora do mundo virtual.

Conversa entre duas amigas do colégio de São Paulo

Uma adolescente, por exemplo, foi alvo das verbalizações machistas e teve uma conversa preocupante com uma amiga no aplicativo. “O povo comenta mais, mas fica suave, o povo esquece”, escreveu a colega. “Já tava no chão, agora com essa quero morrer”, disse a jovem.

“Minha amiga tem muitos problemas em casa e está mal de verdade. Nós a apoiamos e aconselhamos”, contou a confidente ao portal feminista. Ela, que também sofreu ao ser colocada no mesmo vídeo, compartilhou a situação com os pais.

Ao levarem a questão para o colégio, no entanto, a diretora afirmou que não podia fazer nada e que “sua filha deveria escolher melhor as amizades que tem nas redes sociais”. Por isso, procuraram a revista AzMina.

“Minha filha ficou muito preocupada e não queria mais ir à escola. No dia seguinte, eu e meu marido conversamos muito com ela, porque isso não é normal!”, contaram os pais.

De acordo com os jovens entrevistados, não há conhecimento sobre quem é o autor dos vídeos.

Em um projeto contra o bullying, a diretora da escola afirmou que professores de algumas disciplinas falaram sobre o assunto com os alunos.

Em nota, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo afirmou que apoia as atitudes tomadas pela direção da escola e que a luta contra o bullying deve acontecer por parte dos pais, comunidade e polícia.

Leia a matéria na íntegra aqui.

  • Na campanha #BullyingNãoÉMimimi, o Catraca Livre quis conscientizar a população sobre o ato e suas consequências na vida de um indivíduo. Nesta publicação, veja o que fazer se você estiver sofrendo bullying ou conhece alguém que esteja. 

Compartilhe:

1 / 8
1
03:54
Bancada do PSL passa vergonha ao convocar e desconvocar Glen Greenwald
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou na quarta-feira, dia 12, um requerimento na Comissão de Segurança Pública da Câmara …
2
03:48
O melhor jornal do mundo faz a pior reportagem para Bolsonaro
Essa é a pior reportagem já publicada num jornal estrangeiro contra Jair Bolsonaro. Por dois motivos: saiu no mais importante …
3
03:47
A estranha conexão entre o caso Najila Trindade e Sérgio Moro
O jornalista Gilberto Dimenstein publicou em sua coluna no site Catraca Livre um texto em que conecta dois casos de …
4
03:04
Entendas os possíveis impactos do vazamento das mensagens de Moro
O site The Intercept Brasil divulgou trechos de mensagens trocadas entre o então juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, …
5
02:00
Tire todas as dúvidas sobre a doação de sangue
O frio chegou para te lembrar sobre a importância de doar sangue. Uma simples doação pode ajudar até quatro pessoas! Durante …
6
02:58
O que revela a foto de Bolsonaro ao lado de Neymar
O presidente Jair Bolsonaro postou uma foto ao lado de Neymar após o amistoso entre Brasil e Qatar, que aconteceu …
7
05:25
Projeto pode acabar com multa no transporte de criança sem cadeirinha
De acordo com o projeto de lei entregue pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados nesta terça-feira, dia …
8
02:00
Maior parte dos brasileiros é contra flexibilização das armas
Uma pesquisa divulgada pelo Ibope aponta que a maior parte dos brasileiros não apoia a flexibilização do porte e da …