Rainha vai ao beco que inspirou peça de teatro

Por: Redação | Comunicar erro


A rainha da Jordânia, Rania Al Abdullah, militante da Unicef, visita hoje, 24, um beco que inspirou peça de teatro. O lugar, localizado na Vila Madalena, zona oeste da cidade de São Paulo, é um espaço de experiência educacional que deu certo. Antes abandonado e tomado por delinqüentes passou por uma transformação ao ser inserido dentro o da metodologia do bairro-escola.

DragoRainha da Jordânia Rania Al Abdullah
Rainha da Jordânia Rania Al Abdullah

Na próxima semana, 28, a história do beco vira peça de teatro, retratando a trajetória de um jovem pichador que se torna grafiteiro ao encontrar no beco um espaço de arte e convivência. O espetáculo é gratuito e será apresentado no Teatro da Vila, que fica dentro de uma escola pública revitalizada pela comunidade local. Ao final, os espectadores farão uma visita de ônibus aos espaços que inspiraram a peça.

A história do beco está sendo usada como uma metáfora para mostrar jovens – sem perspectiva de futuro – que encontram saída em uma cidade que, até então, parece não viabilizar mais mudanças.

Após o dia 28, durante a semana, as apresentações serão realizadas durante o dia para estudantes de escolas públicas, sempre com distribuição gratuita de ingressos. O projeto também contempla o transporte dos estudantes (escola /teatro/ escola). As escolas que quiserem agendar para seus alunos assistirem a peça deverão enviar email para projetofeliz@terra.com.br

Dias 01 e 02/11 , O Beco terá apresentações às 14:00 e às 16:00 h abertas ao público. Retirar ingressos com 30 minutos de antecedência.

Veja outras fotos

O que é o bairro-escola?
Transformar um bairro em escola é fazer com que a comunidade seja um ambiente de aprendizado. Os limites da sala de aula são ampliados e a educação passa a não se restringir apenas dentro do ambiente escolar.

Educar converte-se em uma responsabilidade coletiva, na qual professores e gestores passam a contar permanentemente com as mais diversas parcerias públicas e privadas. Cinemas, teatros, centros culturais, clubes, praças, parques, centros de saúde, empresas, universidades, instituições não governamentais e, claro, a família dos alunos passam a oferecer possibilidades e atividades educacionais para integrar estes jovens dentro da dinâmica do bairro em que vivem.

Veja: manual “Bairro-Escola passo a passo”
Veja também o blog com histórias da Vila Madalena

Compartilhe:

1 / 8
1
04:47
Entenda como o fogo na Amazônia virou uma crise internacional
O fogo que consome a Amazônia, maior floresta tropical do mundo, já representa 52,5% de todas as queimadas registradas no …
2
02:58
Como se prevenir de doenças
Você sabe o que são as doenças crônicas não transmissíveis? Hoje, a Dra. Aline Oliveira, médica de família, fala sobre ações …
3
03:13
Kinoplex: o cinema sem defeitos em São Paulo!
Quem disse que cinema de shopping é tudo igual? São Paulo acaba de ganhar um espaço exclusivo, com seis salas …
4
08:59
Vinicius Poit defende Salles como ministro do Meio Ambiente
O deputado federal Vinicius Poit (NOVO-SP) defendeu a permanência de Ricardo Salles como ministro do Meio Ambiente no Governo Bolsonaro. …
5
02:28
Quais são os sintomas que são gerados pelo estresse?
Com a correria do dia-a-dia somos facilmente pegos pelo estresse. E o nosso corpo indica sinais de que estamos fisicamente …
6
03:52
Surge o BolsoLula: os mesmos vícios da velha política brasileira
No vídeo, o jornalista Gilberto Dimenstein explica o conceito da expressão 'BolsoLula' e analisa as consequências da interferência política exercida …
7
04:15
Como os Beatles mudaram minha vida: parte 1
Como seria o mundo sem a inovação e energia que a música ganhou pós-Beatles. Imaginou? E se as pessoas também …
8
03:02
Jair Bolsonaro é louco, ignorante ou irresponsável?
O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento nesta quarta-feira, 21, apontando que ONGs poderiam estar por trás das queimadas na …