CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Refugiados sírios doam marmitas de comida árabe a idosos em SP

"Nós já passamos por essa situação por causa guerra na Síria e quisemos ajudar os idosos, que precisam ficar dentro de casa", afirma Talal Al-Tinawi

Por: Heloisa Aun
Talal Al-Tinawi e Ghazal Baranbo
Crédito: Arquivo PessoalTalal Al-Tinawi e Ghazal Baranbo fizeram uma ação para distribuir marmitas a idosos

Quando os refugiados sírios, Talal Al-Tinawi e Ghazal Baranbo, chegaram ao país com os filhos, em 2013, foram muito bem recebidos e acolhidos pelos brasileiros. Em retribuição, o casal pensou em uma forma de ajudar as pessoas durante o período de quarentena por causa do novo coronavírus.

Nas últimas semanas, os sírios, que vendem comida árabe sob encomenda, decidiram distribuir gratuitamente marmitas a idosos em São Paulo. “Nós já passamos por essa situação [quarentena] por causa guerra na Síria e quisemos ajudar os idosos, que precisam ficar dentro de casa”, afirma Talal à Catraca Livre.

“Boa tarde! Essa é para você: uma marmita do Talal”, diz o sírio a uma senhora, em um vídeo compartilhado nas redes sociais. A mulher agradece a gentileza e pede para que a família continue com essa ajuda a quem precisa. “Agradeço muito. Eu tenho só aposentadoria e preciso muito de ajuda dos outros. Agradeço muito se for possível continuar me ajudando.”

Talal Culinária Síria 发布于 2020年3月31日周二

Segundo Talal, até o momento, foram distribuídas 300 marmitas, com ingredientes comprados por eles. Com a repercussão da iniciativa, muitas pessoas quiseram ajudar a família com doações para que mais idosos recebam a comida em suas casas. “Assim, vamos conseguir doar mais marmitas. Juntos podemos superar essa crise”, comemora.

Talal ressalta, ainda, que todo o processo da iniciativa, desde a comida até a entrega no carro da família, foi feito com todos os cuidados de higiene e segurança.

Refúgio e culinária árabe

Talal e Gazhal, 47 e 38 anos, chegaram ao Brasil em dezembro de 2013 com seus filhos. Talal começou a trabalhar com gastronomia porque não conseguiu atuar em sua área de formação profissional, como engenheiro mecânico.

O que à época foi uma decisão emergencial para gerar renda, transformou-se em uma grande paixão. A família já teve um restaurante na zona sul de São Paulo, mas decidiu trabalhar com entregas individuais ou para eventos, que, no momento, foram cancelados.

As marmitas de comida árabe custam R$ 20 cada. Para fazer seu pedido, clique aqui ou peça pelo telefone: (11) 96622-1305.

Talal Culinária Síria 发布于 2020年3月31日周二

Por: Heloisa Aun

Repórter de Cidadania na Catraca Livre. ("nossas costas / contam histórias / que a lombada / de nenhum livro / pode carregar" - Rupi Kaur)

1
Morre Gilberto Dimenstein, jornalista e fundador da Catraca Livre
É com profunda tristeza que a Catraca Livre anuncia o falecimento de seu fundador, Gilberto Dimenstein, aos 63 anos de …
2
Entenda a operação da Polícia Federal de combate às fake news
O combate às fake news ganhou um novo e importante capítulo nesta semana com a Polícia Federal realizando uma série …
3
Witzel é alvo da PF; Zambelli antecipa operação em entrevista
A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira, 26, a Operação Placebo, que apura desvios na Saúde do Rio de Janeiro nas …
4
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
5
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
6
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …
7
Flávio Bolsonaro rebate acusação feita por Paulo Marinho sobre o caso Queiroz
O senador Flávio Bolsonaro rebateu a acusação feita pelo empresário Paulo Marinho em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo …
8
Entenda os motivos do pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich
Antes mesmo de completar um mês à frente do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich pediu demissão do cargo …