Reportagem do ‘Fantástico’ é acusada de transfobia nas redes

Lourival sempre foi tratado como homem em vida; bastou morrer para ter sua identidade confrontada por pessoas que ele nem conhecia

Por: Redação

Reportagem exibida pelo “Fantástico“, da TV Globo, na noite do último domingo, 3, tem sido duramente criticada nas redes sociais. Parte por conta do sensacionalismo feito pela emissora, parte por conta dos depoimentos das fontes, a matéria sobre a morte de Lourival Bezerra de Sá não tem preocupação em tratar a pessoa transgênera com dignidade.

fantástico transfobia
Crédito: Reprodução/TV Globo“Fantástico” exibe matéria transfóbica e internet não perdoa

Anunciada como “O segredo de Lourival”, a reportagem conta a história de um homem trans que faleceu em outubro do ano passado, vítima de um infarte fulminante, e que teve sua identidade contestada após a morte. Amigos e até mesmo filhos não sabiam que ele era trans. Lourival não tinha um documento de identidade oficial, e por isso seu corpo continua no IML de Mato Grosso do Sul, sem prazo para liberação.

A matéria do “Fantástico” não se refere a Lourival em nenhum momento como homem trans, e a repórter, apesar de se referir ao personagem no pronome masculino, vacila em certos momentos. “Como Lourival, que era mulher, pôde se passar por homem por tanto tempo?”, questionou.

transfobia fantástico
Crédito: Reprodução/TV Globo“Como Lourival, que era mulher, pôde se passar por homem durante tanto tempo?”

Um dos principais erros apontados pela web foi a grande exposição de Lourival que, durante 50 anos, preferiu não revelar à família seu sexo biológico.

Mesmo no site, os redatores não tiveram a preocupação em tratar seu Lourival com respeito.

fantástico transfobia
Crédito: Reprodução/G1.globo.com“Fantástico” é acusado de transfobia após matéria sensacionalista

Abaixo, veja comentários de internautas que se mostraram indignados com a abordagem feita pelo “Fantástico”:

  • NÃO SEJA UM TRANSFÓBICO BABACA :)

A Catraca Livre acredita que a informação é a melhor arma contra o preconceito. Por isso, criamos um manual anti-transfobia com dicas práticas para falar sobre questões de gênero de forma respeitosa.

Esse material é direcionado a qualquer pessoa que queira saber mais sobre transexualidade: público geral, jornalistas, comentadores de Facebook e demais interessados! Acesse:

Compartilhe: