Rio anuncia futebol com torcida após aumentar multa por aglomerações

Os jogos poderão ter público a partir de 4 de outubro

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou que os estádios de futebol da cidade poderão voltar a receber torcedores em jogos a partir do dia 4 de outubro. A novidade veio a público, nesta sexta-feira, 18, mesmo dia em que a administração municipal também decidiu aumentar o valor da multa para quem promover aglomerações.

rio estádio multa
Crédito: Agência Brasil e Istock/David BautistaRio anuncia futebol com torcida após aumentar multa por aglomerações

Em nota, a autoridade municipal informou que “a primeira partida com público será no estádio do Maracanã”. Há um jogo programado para o dia 4 de outubro nesta instalação esportiva, Flamengo e Athletico-PR, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Além disso, a Prefeitura do Rio informou que, como forma de evitar a transmissão do novo coronavírus (covid-19), serão adotadas algumas medidas. A primeira é que este primeiro jogo será com o estádio tendo a capacidade limitada a um terço de seu total. Também “será obrigatório o uso da máscara de proteção e aferição de temperatura na entrada”. Por fim, “para evitar aglomerações, a venda dos ingressos será pela internet”.

Ao mesmo tempo a prefeitura avalia que as curvas de contágio do novo coronavírus não caíram como era esperado e, por isso, as infrações dos estabelecimentos que permitirem aglomerações passarão a ser consideradas gravíssimas. Com o endurecimento da punição, as multas poderão chegar a R$ 26 mil em caso de reincidência e a interdição será de sete dias, com a possibilidade de cassação de alvará em “casos extremos”.

O estado do Rio de Janeiro chegou nesta sexta-feira, a 249.798 casos confirmados acumulados e 17.575 mortes causadas pela covid-19. Segundo a secretaria estadual de Saúde, há 396 óbitos em investigação e 354 foram descartados. Entre os casos confirmados, 226.873 pacientes se recuperaram da doença.

A capital registra 97.612 casos confirmados e 10.449 mortes.

Com informações da Agência Brasil.

Compartilhe: