Últimas notícias:

Loading...

Rosa Luz: mulher negra, trans, periférica e dona de si

Por: Catraca Livre

Corpos colonizados. Ao nascer já estamos cheios de significados impostos pela sociedade. E quando a gente não se encaixa nos modelos padrões da sociedade? Como podemos descolonizar os nossos os corpos e tomar coragem para ser quem realmente queremos ser? Por mais complexas que essas perguntas sejam, elas estão presente em muitas pessoas da nossa sociedade e precisamos dar espaço para estas questões serem expostas, dialogadas e principalmente, respeitadas.

Afinal, se nossas atitudes que mantem viva essa cultura da diferença, não poderíamos também, com nossas atitudes, criar algo diferente?

Neste vídeo, Rosa Luz, artista multimídia do Distrito Federal e criadora do Barraco da Rosa, fala um pouco sobre como a liberdade se revela para ela. O modo dela colocar toda a sua forma de ser é compartilhando poesias, performances e opiniões a partir de suas vivências de mulher trans, negra e periférica.

Um depoimento sincero, inspirador e potente, que faz parte do projeto parceiro Nossa História Invisível.

IMAGINA.VC | #DonasDeSi, escutou e recebeu histórias de mais de 50 mulheres que também tiveram a coragem para expor momentos em que se sentiram donas de si mesma. O desafio ainda continua e você também pode participar! Acreditamos ser importante mostrar a cara, somos muitas e não queremos mais ficar tratando de estatísticas.

Participe do desafio #DonaDeMim enviando um episódio da sua vida onde você, mulher,  se sentiu muito dona de si mesma. Quando você compartilha sua história, você encoraja e fortalece outras mulheres também. E é disso que estamos falando: fortalecimento feminino.

Sente só todo o conteúdo e vem com a gente experimentar novos modelos de mundo!

SOBRE O IMAGINA.VC

IMAGINA.VC é um espaço de produção de conteúdo colaborativo onde nos aprofundamos coletivamente em temas e assuntos relevantes para nós como sociedade. Neste quarto conteúdo autoral e independente, mais de 50 pessoas disponibilizaram voluntariamente seu tempo e habilidades para construir formas criativas de dialogar sobre como podemos desnaturalizar essa cultura da diferença, na qual mulheres ainda são inferiorizadas perante o homem, como também aproximar o assunto de mais pessoas e estimular atitudes que acelerem a desconstrução dessa realidade.

O processo de construção do IMAGINA.VC é todo colaborativo, intenso e transformador. Misturamos pessoas para somar diferentes olhares e experiências, durante 7 dias de imersão presencial e online. Um projeto autoral e independente do Imagina Coletivo, que ganhou vida graças a 433 apoiadores, por meio de financiamento coletivo.

Compartilhe:

?>