RS: Jovem invade escola e fere com machado estudantes e professora

"Quando começou a atacar, o professor veio e conseguiu tirar a machadinha dele", conta aluno da escola de Charqueadas.

Por: Redação Comunicar erro

Um jovem invadiu uma escola e feriu com um machado seis estudantes e uma professora, em Charqueadas, na região metropolitana de Porto Alegre, no começo da tarde desta quarta-feira, 21.

Segundo a Brigada Militar o adolescente fugiu após os ataques no Instituto Estadual Educacional Assis Chateaubriand, mas foi localizado cerca de duas horas e meia depois ao atentado. O local onde o suspeito foi detido e seu nome não foram divulgados pela polícia.

jovem escola machado estudantes
Crédito: Reprodução/Facebook@talisferreirinhaRS: Jovem invade escola e fere com machado estudantes e professora

De acordo com a Polícia Civil, foram feridos dois meninos e uma menina tem 14 anos, uma garota de 13 anos e duas de 12 anos. A idade da professora não foi informada. Ainda segunda os policiais, as vítimas não tiveram ferimentos graves e foram encaminhadas ao Hospital de Charqueadas. Elas não correm riscos.

A Secretaria de Educação informou que a direção da escola confirmou que o adolescente que praticou o crime não é aluno da instituição. Ainda segundo a escola, o jovem usou um coquetel molotov no ataque.

O delegado Marco Aurélio Schalmes, da Polícia Civil de Charqueadas, afirmou ao portal ‘G1’ que “o criminoso entrou pelos fundos do colégio e foi direto para uma das salas de aula. Lá, lançou o coquetel molotov, que não chegou a ferir ninguém, e em seguida passou a golpear alunos com uma machadinha”.

Ainda segundo o delegado, um professor de educação física percebeu a movimentação e entrou na sala. “Quando começou a atacar, o professor veio e conseguiu tirar a machadinha dele”, contou um estudante da escola de Charqueadas.

Porém, o autor do crime conseguiu se desvencilhar e fugiu pulando um muro na parte da frente da escola.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), informou que o vice, Ranolfo Vieira Júnior, foi ao colégio.

Suzano

No dia 13 de março, um adolescente e um jovem encapuzados atacaram a Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP). Eles mataram sete pessoas (cinco alunos e duas funcionárias) e logo depois um dos assassinos atirou no comparsa e, então, se suicidou. Momentos antes do massacre, a dupla assassinou, também, o proprietário de uma loja da região. Os criminosos eram ex-alunos da escola.

1 / 8
1
08:31
Lobão explica como funciona a mente de Olavo de Carvalho
Em entrevista ao vivo no estúdio da Catraca Livre para o jornalista Gilberto Dimenstein, o cantor Lobão, ex-afeto de Olavo …
2
03:39
Alter do Chão sofre com incêndio de grandes proporções
As chamas que consomem uma área de preservação ambiental de Alter do Chão, em Santarém, no Pará, voltaram a se …
3
09:33
Glenn Greenwald: Os limites do jornalismo no governo Bolsonaro
Em entrevista a Gilberto Dimenstein, da Catraca Livre, Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, site responsável pela série de …
4
03:50
Clã Bolsonaro nomeou familiares para cargos de confiança
Uma reportagem publicada pela revista Época mostra que 17 familiares de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro,  foram …
5
10:59
David Miranda x Coaf: Glenn Greenwald fala sobre a investigação
Uma matéria publicada pelo jornal O Globo deu destaque para um relatório do Coaf, em que o deputado federal David …
6
05:12
Glenn Greenwald fala qual foi a matéria mais importante da #VazaJato
Qual foi a matéria mais importante da #VazaJato até agora? Quem responde essa pergunta é o jornalista Glenn Greenwald, do …
7
04:32
É possível apoiar a #VazaJato ao mesmo tempo que a Operação Lava Jato?
O jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, deu uma longa entrevista ao jornalista Gilberto Dimenstein sobre a …
8
06:21
Prefeito do Rio censura HQ dos Vingadores por conta de beijo gay
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, mandou recolher todos os exemplares do gibi “Vingadores – A Cruzada das …