Somos todas Verônica: em solidariedade à travesti agredida por policiais, ativista lançam campanha nas redes sociais

#somostodasveronica mobiliza milhares de pessoas em apoio a Veronica Bolina nas redes sociais

Por: Redação

Veronica Bolina teve seu nome reproduzido incessantemente nos telejornais e uma foto de seu corpo seminu, com o cabelo raspado e o rosto desfigurado de ferimentos, ganhou exposição nas redes sociais nos últimos dias.

Agredida por policiais, a travesti teria mordido a orelha de um agente quando era transferida para um distrito na região central de São Paulo após ter sido acusada de agredir uma vizinha. O episódio gerou revolta entre ativistas, que deu origem à campanha Somos Todas Verônica no Facebook.

Reprodução (Vitor Teixeira)
Página reúne mensagens de apoio, cartazes de protesto, além de propor o debate sobre a violência policial

Por meio das redes sociais, a presidente do Conselho Estadual LGBT, Agatha Lima, informou que irá instaurar uma sindicância para apurar o caso. A ação conta com o apoio do Conselho Estadual LGBT Paulista, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Ministério Público e Defensoria Pública e a Secretaria de Segurança Pública (SSP),

Além disso, Veronica também está recebendo apoio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, que disponibilizou advogados para acompanhar o caso.

Compartilhe: