Rede de supermercados se compromete com campanha de desmatamento na Amazônia

Campanha busca expor a ligação entre a carne vendida com a destruição da floresta, trabalho escravo e invasão de terras indígenas

Por: Redação | Comunicar erro

Uma rede de supermercados de São Paulo anunciou na última quarta- feira, 30, sua política de compra de carne bovina e um plano de ação para monitorar e bloquear fornecedores envolvidos com desmatamento e violações de direitos humanos na Amazônia.

O anúncio é uma resposta à campanha Carne ao Molho Madeira, lançada pelo Greenpeace, e pode marcar o início de uma mudança de comportamento no setor varejista.

“O Pão de Açúcar está dando um passo na direção correta ao se comprometer com o Desmatamento Zero. Esta é uma clara sinalização a todos os seus fornecedores, e ao mercado como um todo, de que a carne que vem do desmatamento não é mais aceita pela sociedade”, reconhece Adriana Charoux, da campanha Amazônia do Greenpeace. “Vamos continuar monitorando o Grupo Pão de Açúcar para garantir o cumprimento da promessa. Falta agora que o restante do setor siga na mesma direção”, pondera.

Reprodução
O Greenpeace realizou ação em lojas do Pão de Açúcar para questionar a origem da carne vendida no supermercado. (Foto: Zé Gabriel/Greenpeace)

Pelo fim do desmatamento, trabalho escravo e invasão de terras indígenas 

Em novembro do ano passado o Greenpeace publicou um relatório no qual analisou e ranqueou os maiores supermercados do país de acordo com suas políticas de aquisição de carne bovina da Amazônia. Dentre os três líderes do mercado, o GPA obteve a pior avaliação.

Por isso, ativistas de todo o Brasil foram às lojas do Grupo para expor a ligação entre a carne vendida em suas gôndolas com a destruição da floresta, trabalho escravo e invasão de terras indígenas.

A campanha contou com a participação dos próprios consumidores da rede, que foram cruciais para convencer a empresa a passar a exigir carne sem desmatamento de seus fornecedores.

Compartilhe:

1 / 8
1
03:46
‘Pretendo beneficiar um filho meu, sim’ diz Bolsonaro sobre embaixada
Em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a nomeação de seu filho, …
2
03:15
Num ato de coragem, MBL pede desculpas publicamente
O jornalista Gilberto Dimenstein e a Catraca Livre já foram diversas vezes vítimas das milícias digitais do MBL com as …
3
03:04
O real motivo do ataque de Bolsonaro ao filme de Bruna Surfistinha
Jair Bolsonaro decidiu atacar o filme realizado por Deborah Secco sobre a ex-prostituta Bruna Surfistinha. Motivo oficial: o filme, usando …
4
02:13
Entenda os desdobramentos do caso Tabata Amaral no PDT
O PDT suspendeu a deputada federal Tabata Amaral e outros sete parlamentares que votaram a favor da reforma da Previdência, …
5
02:03
Incêndio em estúdio de animação em Japão deixa dezenas de mortos
Dezenas de pessoas morreram durante um incêndio criminoso que tomou conta do estúdio de animação da Kyoto Animation, na cidade …
6
02:19
Barragem abandonada corre risco de rompimento no interior de SP
Uma matéria publicada pelo G1 alerta para o risco de rompimento da barragem de água em Iaras, no interior de …
7
02:30
O que significa a gargalhada de Caetano Veloso?
Um vídeo do cantor Caetano Veloso gargalhando está viralizando nas redes sociais. O motivo da piada é a entrevista que …
8
01:51
Site ‘Não me Perturbe’ permite bloquear ligações de telemarketing
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lançou o Não me Perturbe, site que permite bloquear ligações de telemarketing. O sistema …