CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Também morre quem atira: estudo revela que 116 brasileiros morrem todos os dias por arma de fogo

Em 2012, armas de fogo vitimaram 10.632 brancos e 28.946 negros

Por: Redação

Segundo o Mapa da Violência 2015 realizado pela ONU, 42. 416 pessoas morreram em 2012 vítimas de arma de fogo no Brasil. Em média são 116 óbitos por dia. E na mira dos disparos estão os jovens, que correspondem a 59% das estatísticas. Os números foram presentados na última quarta-feira, 13 de maio, durante estudo realizado pelo governo brasileiro, a Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e a Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais (FLACSO).

Para chegar ao resultado, o indicador levou em conta o crescimento da população, resultando em 21,9 óbitos para cada 100 mil habitantes. A taxa de mortalidade é a segunda mais alta já registrada pelo Mapa da Violência, menor apenas que a verificada em 2003, que foi de 22,2 mortes para cada 100 mil habitantes.

E se for levado em conta homicídios praticados com armas de fogo, a taxa de mortalidade de 2012 (20,7) é a mais elevada desde 1980.

Crédito: Flickr/Pierre Yves/Rio de Paz (CC)
No Rio, protesto usa grãos de feijão em alusão ao número de mortos por arma de fogo no país

Por um Brasil de paz

Ao analisar o período de 2004 a 2012, o Mapa da Violência estima que 160.036 vidas foram poupadas, em virtude da política de controle de armas decorrente da aprovação do Estatuto do Desarmamento. Desse total de mortes evitadas, 113.071 foram de jovens, de acordo com a projeção. 

A fonte primária é o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, gerido pela Secretaria de Vigilância em Saúde e baseado nas declarações de óbito expedidas em todo o país. O levantamento registra o local das mortes e características das vítimas, como idade, cor e gênero.

Genocídio da população negra

O Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde registra a raça/cor das vítimas. Em 2012, segundo o estudo, armas de fogo vitimaram 10.632 brancos e 28.946 negros no Brasil, o que representa 11,8 óbitos para cada 100 mil brancos e 28,5 para cada 100 mil negros. Logo, pode-se afirmar que morreram proporcionalmente 142% mais negros que brancos por armas de fogo. O levantamento revela também que, em 2012, 94% das vítimas fatais de disparo de armas de fogo eram do sexo masculino, na população total. Entre os jovens, esse percentual chegava a 95%. Confira os dados completos da pesquisa no site da ONU

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.