Últimas notícias:

Loading...

Travesti é espancada, torturada e morta por 5 homens em Fortaleza

Por: Redação

Mais um caso de agressão a homossexuais terminou em tragédia no Brasil, país em que a cada 28 horas uma pessoa LGBT morre devido à homofobia e que mais mata travestis e transexuais. O caso da travesti Dandara, covardemente torturada e morta no dia 15 de fevereiro em Fortaleza, ganhou repercussão com um vídeo da agressão que viralizou neste fim de semana nas redes sociais.

O vídeo, gravado por uma pessoa do grupo de agressores, mostra homens chutando e batendo em Dandara no meio da rua, enquanto a ordenam a subir em um carrinho de mão. Ela não consegue por estar ferida e cai no chão, enquanto segue sendo agredida com chutes e pauladas na cabeça.

Vídeo chocante mostra travesti sendo brutalmente agredida até a morte em Fortaleza.

Segundo o G1, a travesti foi espancada até a morte pelos agressores pouco após a gravação do vídeo. Apesar das imagens chocantes, ninguém foi preso até agora, e a polícia disse ao site que as investigações “estão bem adiantadas”.

Após a repercussão nas redes, o governo do Ceará divulgou uma nota de repúdio:

Nota de repúdio

O Governo do Ceará vem a público manifestar o seu mais profundo repúdio a atos de violência e intolerância como o que foi praticado contra Dandara dos Santos, morta por brutal espancamento. Cumpre informar que toda a estrutura da Segurança Pública do Estado está mobilizada para a apuração do crime e punição dos responsáveis.

Este governo acredita e defende, por meio de uma estrutura de direitos humanos vinculada ao Gabinete do Governador e por políticas públicas vigentes, que o pluralismo, a diversidade e a tolerância são valores fundamentais para a democracia. Estes são pilares inalienáveis de uma sociedade inclusiva e justa.

A Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para LGBT do Estado do Ceará tem entre suas atribuições a execução de políticas de atendimento e de afirmação das minorias de gênero, assim como a contribuição efetiva para o debate sobre todas as questões relativas à população LGBT.

Em consonância com os preceitos das liberdades individuais e dos direitos humanos, reafirmamos nossa opção pela vida humana, renegando toda e qualquer manifestação de preconceito.

04/03/2017
José Élcio Batista
Secretário-chefe do Gabinete do Governador

Compartilhe: