CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Um ano após facada, apoiadores cantam ‘parabéns’ a Bolsonaro

"Há um ano eu nasci em Juiz de Fora", disse o presidente ao encontrar o grupo na saída do Palácio da Alvorada nesta sexta-feira, 6

Por: Redação
ataque bolsonaro mg
Crédito: Reprodução / Twitter e Divulgação/Assessoria de Comunicação Organizacional do 2° BPMAdélio Bispo confessou o ataque contra Bolsonaro

No dia em que completa um ano da facada que sofreu durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi recebido na manhã desta sexta-feira, 6, por um grupo de 40 apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, que cantou “parabéns” em sua homenagem.

O presidente também costuma conversar com jornalistas na saída da Alvarada. Desta vez, no entanto, afirmou que só responderia perguntas sobre o seu “aniversário” ou sobre as comemorações de 7 de setembro, Dia da Independência. “Há um ano eu nasci em Juiz de Fora”, disse o presidente, em referência à cidade onde foi esfaqueado, em Minas Gerais.

“Amanhã (sábado, 7) quero todo mundo de verde e amarelo”, completou sobre as comemorações de 7 de Setembro.

Desde o ataque, provocado por Adélio Bispo de Oliveira, Bolsonaro passou por três cirurgias e permaneceu, no total, 30 dias internado. Uma quarta operação está marcada para o próximo domingo, 8.

Adélio esfaqueou o então candidato à Presidência da República no momento em que era carregado nos ombros de apoiadores em passeata no centro da cidade mineira. Em depoimento à Polícia Federal, o autor do ataque declarou ter agido sozinho após ouvir um “chamado de Deus”.

Preso em flagrante no dia do ocorrido, o agressor confessou o crime. O juiz responsável pelo caso informou que ele tem doença mental e é inimputável. Então, a prisão foi convertida em internação por tempo indeterminado. O agressor deve permanecer num presídio de Campo Grande (MS).

Cirurgias

A facada atingiu o intestino grosso de Bolsonaro, além de causar três lesões no intestino delgado. O ataque também atingiu uma veia do abdômen. Foram necessárias três cirurgias na região abdominal até o momento, e uma quarta será realizada neste domingo, 8.

O próximo procedimento está marcado para ocorrer no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. Será retirada uma hérnia no lado direito da parede abdominal do presidente, perto da cicatriz. O procedimento é considerado de médio porte e ele poderá ficar afastado das funções do cargo por dez dias.

1
Witzel é alvo da PF; Zambelli antecipa operação em entrevista
A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira, 26, a Operação Placebo, que apura desvios na Saúde do Rio de Janeiro nas …
2
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
3
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
4
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …
5
Flávio Bolsonaro rebate acusação feita por Paulo Marinho sobre o caso Queiroz
O senador Flávio Bolsonaro rebateu a acusação feita pelo empresário Paulo Marinho em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo …
6
Entenda os motivos do pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich
Antes mesmo de completar um mês à frente do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich pediu demissão do cargo …
7
Guia Negro Entrevista: O que é ser um corpo negro no mundo?
Neste décimo e último episódio da terceira temporada do Guia Negro Entrevista, o programa revisita seu passado para apresentar um …
8
Vídeo da reunião de Bolsonaro com Moro pode incriminar o presidente? Entenda
E não é que a exibição do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril citado pelo ex-ministro Sergio …