Vale diz que “não vê responsabilidade” por tragédia em Brumadinho

A empresa sofreu um bloqueio de R$11 bilhões para garantir a compensação pelo rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão

Por: Redação | Comunicar erro

A empresa Vale, responsável pela mina do Córrego do Feijão que rompeu na sexta-feira, 25, e deixou até o momento 60 mortos em Brumadinho, Minas Gerais, diz que “não vê responsabilidade” por tragédia. De acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, um pedido de reconsideração sobre o bloqueio de R$11 bilhões nas contas da empresa para garantir a compensação pelos acontecimentos foi enviado à Justiça.

“A Vale não vê responsabilidade. Nem por dolo, que é infração intencional da lei, nem por culpa, que é a infração da lei por imperícia, imprudência ou negligência. Ela atribui o acontecido a um caso fortuito que ela está apurando ainda”, afirmou advogado de defesa da Vale, Sergio Bermudes, ao Estado

A diretoria da mineradora está sendo alvo de grandes críticas, que pedem o afastamento de todo o corpo diretivo durante as investigações sobre a causa do rompimento da barragem.

Região atingida pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, Minas Gerais.
Crédito: Isac Nóbrega/Agência BrasilRegião atingida pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, Minas Gerais.

Presidente em exercício, general Hamilton Mourão

O presidente em exercício disse que estar estudando a possibilidade de afastamento da diretoria da Vale durante as investigações do rompimento da barragem em Brumadinho. Ele também pontuou a necessidade de uma punição severa pelo acontecimento.

“Primeiro a punição que dói no bolso, que já está sendo aplicada; e segundo, se houve imperícia, imprudência ou negligência por parte de alguém dentro da empresa, essa pessoa tem que responder criminalmente. Afinal de contas, quantas vidas foram perdidas nisso daí?”, enfatizou Mourão.

Senador Renan Calheiro

Em sua conta no Twitter, o possível candidato à Presidência do Senado também defendeu que a diretoria da mineradora fosse afastada.

O advogado da Vale, Sergio Bermudes, disse que a fala do senador “é uma declaração leviana que, na aparência, parece que quer tirar dividendos políticos do sofrimento causado pelo fato”. Ele também destacou que não haverá “intervenção do governo”, uma vez que a mineradora é uma empresa privada.

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge

Bermudes também fez críticas à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que defendeu que a mineradora seja “severamente” responsabilizada pelo rompimento da barragem.

“Parece não ter fundamento a declaração da procuradora-geral de que há crime. A Vale tem todo o interesse em apurar a existência de crime, embora não haja nenhum elemento apontando nesse sentido”, afirmou o advogado.

Compartilhe:

1 / 8
1
07:26
STF e o limite da liberdade de expressão
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, anunciou em março a abertura de um inquérito para investigar casos …
2
01:03
Ex-presidente do Peru tenta suicídio após receber ordem de prisão
O ex-presidente do Peru Alan García morreu nesta quarta-feira,17, após atirar contra si mesmo em uma tentativa de suicídio em …
3
04:17
32% acreditam que câncer é causado por traumas, diz pesquisa
O jornal Folha de S. Paulo divulgou uma pesquisa feita pelo Instituto Oncoguia que revela uma situação preocupante: 32% dos …
4
04:45
Famosos fazem desabafo sobre depressão
Recentemente, o humorista Whindersson Nunes publicou uma série de posts em sua rede social desabafando sobre um sentimento profundo de …
5
01:32
Quem disse que não dá para surfar na cidade?
A Surf House Brasil é o lugar perfeito para você quer aprender a surfar ou ficou com saudade de pegar …
6
01:45
Catedral de Notre Dame: 8 séculos de história queimam em Paris
Um incêndio de grandes proporções atingiu a Catedral de Notre Dame, em Paris. O local é um dos pontos turísticos …
7
02:29
Vídeo analisa a maior irresponsabilidade na vida de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro mandou desativar os radares de rodovias federais. Será que é uma boa ideia? A Folha de São …
8
05:43
Entenda a proposta de Bolsonaro para a educação domiciliar
O presidente Jair Bolsonaro assinou o projeto de lei que pretende regulamentar a educação domiciliar no país. Se aprovada pelo …