Ciro Gomes acusado de racismo por atacar de novo negro do MBL

Por: Redação | Comunicar erro

Ciro Gomes já foi condenado a pagar R$ 38 mil por ter chamado Fernando Holiday, vereador e líder do MBL, de “capitão do mato”.
Capitão do mato eram negros que ajudavam a capturar escravos.
Ciro voltou a repetir em entrevista à Band News o ataque, indagado se a crítica não era racismo.
Disse: “claro que não”.

E justificou atacando o veredador:

“É um negro traidor da negritude. E quem era o negro traidor da negritude na história brasileira? Esse é o problema, eu sei ler, fiz o primário bem feito”, continua Ciro, antes de responder à própria pergunta: está falando do capitão do mato. “O escravo submetido à humilhação do patrão que aderia a essa humilhação e se prestava ao serviço de matar escravos, açoitar escravos.”

Holiday respondeu: vai entrar com outro processo.

1 / 8
1
03:33
O desequilíbrio de Bolsonaro na demissão de Joaquim Levy
O economista Joaquim Levy deixou a presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) neste domingo, 16. A …
2
02:28
Bolsonaro deveria ser processado por homicídio culposo
Está repercutindo no país o desfecho da morte da modelo Caroline Bittencourt. O empresário Jorge Sestini, marido de Caroline, será indiciado …
3
03:57
Guru de Bolsonaro está nu
DIREÇÃO: Gilberto Dimenstein COMENTÁRIO: Gilberto Dimenstein CAPTAÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC) EDIÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC)
4
02:09
O PEIXE FEDEU PARA A FAMÍLIA BOLSONARO
5
07:22
Entenda o que é velha política
“Descomplicando” é um programa que discute as notícias e assuntos do momento, aprofundando e refletindo sobre seu significado e consequências …
6
03:32
MINISTRO DE BOLSONARO DEFENDE GUERRILHEIRA DILMA
7
04:47
TÁBATA DÁ UMA MARAVILHOSA LIÇÃO AO BRASIL DE BOLSONARO
8
03:27
Apropriação Cultural
Apropriação Cultural