Veja documento que fez ministro do STF censurar revista

Por: Gilberto Dimenstein | Comunicar erro

O “Estadão” teve acesso ao documento em que Marcelo Odebrecht revela que o codinome “Amigo do amigo do meu pai” se refere ao presidente do STF, ministro Dias Toffoli.

O documento com o trecho da delação do empresário enviado à força-tarefa da Lava-Jato foi divulgado pela revista digital “Crusoé, que depois virou alvo de censura.

Marcelo Odebrecht
Crédito: Reprodução/Estadão 

De acordo com Estadão, a explicação de Marcelo Odebrecht  se refere a um e-mail de 13 de julho de 2007, quando o ministro ocupava o cargo de Advogado-Geral da União no governo Lula.

No e-mail, segundo o documento, Marcelo pergunta a dois executivos da Odebrecht: “Afinal vocês fecharam com o amigo do amigo de meu pai?”.

No entanto, não há, no documento enviado pelos advogados do empreiteiro à PF, citações sobre possíveis pagamentos de propina ao ministro.

Compartilhe:

1 / 8
1
03:33
O desequilíbrio de Bolsonaro na demissão de Joaquim Levy
O economista Joaquim Levy deixou a presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) neste domingo, 16. A …
2
02:28
Bolsonaro deveria ser processado por homicídio culposo
Está repercutindo no país o desfecho da morte da modelo Caroline Bittencourt. O empresário Jorge Sestini, marido de Caroline, será indiciado …
3
03:57
Guru de Bolsonaro está nu
DIREÇÃO: Gilberto Dimenstein COMENTÁRIO: Gilberto Dimenstein CAPTAÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC) EDIÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC)
4
02:09
O PEIXE FEDEU PARA A FAMÍLIA BOLSONARO
5
07:22
Entenda o que é velha política
“Descomplicando” é um programa que discute as notícias e assuntos do momento, aprofundando e refletindo sobre seu significado e consequências …
6
03:32
MINISTRO DE BOLSONARO DEFENDE GUERRILHEIRA DILMA
7
04:47
TÁBATA DÁ UMA MARAVILHOSA LIÇÃO AO BRASIL DE BOLSONARO
8
03:27
Apropriação Cultural
Apropriação Cultural