A estratégia de cortar a esponja velha para aproveitá-la ao máximo

Não jogue fora imediatamente aquela esponja antiga. Antes, confira como ressignificar o objeto e ajudar o meio ambiente

Por: Casa.com.br

Aqui vai uma verdade meio chata: muitos de nós usamos esponjas de cozinha em nossos pratos e louças por muito mais tempo do que provavelmente deveríamos. Não acredita? Pois saiba que os microbiologistas responsáveis por um estudo recente sobre o assunto na revista Scientific Reports recomendam substituir sua esponja a cada semana.

Se você está apegado à crença de que ferver ou pôr sua esponja favorita no microondas a mantém limpa o suficiente para permanecer em uso regular, atenção! Segundo o estudo, isso pode inicialmente reduzir cerca de 60% das bactérias, mas não esteriliza o objeto. Descobriu-se que, mesmo as esponjas rotineiramente limpas dessa maneira, possuem tantas bactérias quanto as não limpas.

Mas, sim, a gente entende que esponjas não crescem em árvores. Se é inacessível, para você, trocá-las por novas toda semana, deveria considerar fazê-lo pelo menos uma vez por mês caso lave a louça diariamente.

Mesmo assim, você não precisa se desfazer inteiramente de sua esponja – por que não tentar um truque inteligente de reciclagem?

esponja com a ponta cortada
Crédito: Divulgação/Casa.com.brAprenda uma estratégia que ajuda a usar a esponja ao máximo antes de descartá-la

Confira na íntegra.

Em parceria com a Catraca Livre, a Casa.com.br vai publicar conteúdos sobre urbanidade, sustentabilidade, arquitetura, faça você mesmo, dicas para sua casa e decoração. Confira tudo neste link.

Compartilhe: