CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

HQ Teocrasília imagina bancada evangélica tomando poder no Brasil

Por: Guilherme Solari

A conturbação do atual momento político no Brasil e as manifestações de 2013 apresentam reflexos na Comic Con este ano. Do antiherói que caça políticos corruptos “O Doutrinador”, que está sendo adaptado ao cinema, a “Teocrasília”, HQ que imagina o que aconteceria se a bancada evangélica do congresso conseguisse instaurar um regime teocrático no Brasil.

Mello disse que foi muito marcado pelas manifestações de 2013 e chegou a quebrar o braço durante os protestos. “É importante gente na rua para protestar, mas eu percebi que talvez uma forma mais importante de me manifestar era fomentar a discussão sobre um assunto que eu não acho que seja discutido o bastante.”

Denis Mello com Teocrasília: “Quero fomentar a discussão sobre a interferência religiosa no cenário político.”

“‘Teocrasília’ não se trata de uma crítica à religião, mas sim dessa prática cada dia mais comum no nosso país de envolver líderes religiosos ou membros de comunidades religiosas na política de forma determinante, impondo através das leis seus preceitos e dogmas a todos os cidadãos,” define.

O artista, que já lançou a HQ de terror “Belladona”, veio à CCXP um prólogo de “Teocrasília” em forma de notícias de jornal, que mostra a gradual transformação do Brasil como o conhecemos em 2013 até uma a desordem e um eventual levante do fundamentalismo. Denis Mello disse que usou como referências o Estado Islâmico, campos de concentração, a revolução iraniana e a própria Ditadura brasileira para tentar compor uma história da forma mais realista possível.

Imagem de "Teocrasília"
Imagem de “Teocrasília”

A história mostra a censura, os “Campos de Reconsagragação”, onde subversivos são torturados e submetidos a uma lavagem cerebral, guerrilheiros que tentam enfrentar o regime, cidadãos comuns e o impacto do regime no seu dia a dia e até o funcionamento da política parlamentar teocrática no coração de Brasília.

Após o lançamento do prólogo, a HQ começa a ser distribuída online a partir de julho de 2017. “Acho importante democratizar o acesso à história, para justamente difundir mais a discussão sobre a interferência religiosa no cenário político,” disse Mello. “A ideia é que nosso quadrinho seja mais uma ferramenta transformadora por aí, reforçando e disseminando a mensagem de democracia e liberdade acima de tudo.”

Imagem de "Teocrasília"
Imagem de “Teocrasília”

E, para o autor, quanto de “Teocrasília” pode se tornar realidade?

“Acho que não teríamos um regime totalitário nos moldes da HQ, mas hoje mesmo a bancada evangélica já é 15% do congresso e o país tem leis aprovadas a partir de convicções religiosas,” disse Mello. “O país ficou com uma discussão tão polarizada entre PT e tucanos que não percebemos como a cada eleição a bancada evangélica ganha espaço correndo por fora.”

Ele planeja o lançamento de até quatro volumes impressos com o trabalho impresso, e busca suporte de fãs para se dedicar cada vez mais ao projeto no apoia.se/teocrasilia.

Artista lança na Comic Con prólogo da HQ que chega em julho.
Artista lança na Comic Con prólogo da HQ que chega em julho.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.