Até o presidente do partido de Bolsonaro detona manifestação

Por: Redação

O PSL, como sabemos, é o partido que elegeu Jair Bolsonaro.

Mas o presidente do partido, deputado Luciano Bivar, está atacando a manifestação para domingo, 26, convocada por Bolsonaro.

Suas palavras:

“[O presidente] não precisa [que as pessoas façam manifestação] porque ele foi institucionalmente e democraticamente alçado ao poder. Não cometeu nenhum crime de improbidade, não cometeu nenhum crime administrativo”, disse.

“Tem uma rede social imensa. Para que tirar o povo para uma coisa que já está dentro de casa? Já ganhamos as eleições, já passou isso aí”, continuou. “Eu vejo sem sentido essa manifestação.”

Ele teme que ganhem forças como a da intervenção militar.

“Pode haver algumas extrapolações. Nessas manifestações, existem pessoas infiltradas com cartazes fora do propósito, que não representam a coisa”, disse Bivar, conforme noticiado no site GaúchaZH.

É uma posição semelhante à de Janaina Paschoal, a deputada mais votada do Brasil e também do PSL.

Compartilhe: