Últimas notícias:

Loading...

Corretor admite fraude em transação de imóvel de Flávio Bolsonaro

Por: Gilberto Dimenstein

Reportagem da Folha revela que o corretor responsável pela venda de dois imóveis ao senador Flávio Bolsonaro foi alvo do Coaf (Conselho de Controle das Atividades Financeiras) sob a suspeita de ter subfaturado uma transação imobiliária.

“Trata-se da mesma modalidade de fraude que promotores, agora, suspeitam ter sido praticada pelo senador nas operações com esse próprio corretor –o norte-americano Glenn Dillard”.

 

Segundo a “Folha, os dois imóveis que envolveram Flávio e Dillard haviam sido adquiridos em 2011, pelos proprietários anteriores, por um total de R$ 440 mil. Em pleno boom imobiliário na cidade, ainda em 2011 e em 2012, os antigos donos tiveram um prejuízo de 30% ao revendê-los ao hoje senador.

O Ministério Público do Rio  considera haver indícios robustos dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa no gabinete de Flávio de 2007 a 2018, quando exercia o mandato de deputado estadual.

A investigação também cita indícios de lavagem de dinheiro em transações imobiliárias de Flávio, que realizou operações envolvendo 19 imóveis e lucrou com transações relâmpago, como revelou a Folha.

Compartilhe: