Dimenstein: atacar a reforma da Previdência é apertar essa tecla

Crédito: Reprodução/Insta StalkerNão aperte esta tecla

Jamais vou apertar a tecla “Foda-se”.

A cada dia que passa, mais se confirma o que escrevi durante a campanha eleitoral sobre o presidente Jair Bolsonaro.

Essa visão levou a Catraca Livre a defender o #BolsonaroNão. Bolsonaro é despreparado, medíocre e, pior, arrogante. Sua vida não foi feita de diálogo. Mas de confronto.

Mas sou obrigado a defender a reforma da Previdência, apesar de suas imperfeições.

Como disse, não aperto a tecla “Foda-se”.

Não gosto de ver essa proteção aos militares. Nem somos um país sem guerra.

Sem reforma da Previdência, todos vão pagar um preço. O preço maior será dos pobres. Haverá menos recursos para saúde e educação.

Mais: o Brasil entra em colapso de confiança, retardando o crescimento. Na verdade, vamos entrar em recessão. E recessão significa menos empregos e salários.

Mais cedo ou mais tarde, Bolsonaro vai embora. Está cada vez mais isolado e desnorteado, obrigado a estimular manifestações de rua contra o Judiciário e o Congresso.

Mas o Brasil fica.

E é nesse país que decidi morar.