CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Dimenstein: Bolsonaro oferece um ótimo motivo para seu impeachment

Bolsonaro age contra as evidências mundiais: a de que a punição aos infratores inibe excesso de velocidades

Por: Gilberto Dimenstein

Não consigo ver nenhuma decisão mais grave de um governante do que colocar deliberadamente em risco da vida dos cidadãos.

Se isso não é motivo para impeachment, nada deveria ser ser.

É mais grave roubar dinheiro público ou matar?

Bolsonaro
Crédito: Divulgação/PRFPresidente Jair Bolsonaro prometeu acabar com radares móveis nas estradas na próxima semana

Para agradar uma fatia de seus eleitores –os caminhoneiros– Jair Bolsonaro prometeu acabar, na próxima semana, com os radares móveis nas estradas.

Não há um único especialista em trânsito –repito, um único– que não aponte o risco de morte dessa decisão presidencial.

Bolsonaro age, portanto, contra as evidências mundiais: a de que a punição aos infratores inibe excesso de velocidades.

Colhi duas opiniões publicadas no UOL:

“É uma decisão equivocada grave e que é oposto dos exemplos internacionais, que é o de uma penalidade mais severa”, diz Eduardo Biavati, especializado em educação e segurança no trânsito. “Nós precisamos manter uma fiscalização eletrônica, não há outra maneira conhecida na humanidade de controlar a velocidade –e quase a metade das mortes nas rodovias tem relação direta com a velocidade.”

José Aurelio Ramalho, presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária, também defende que o controle da velocidade nas estradas. “É uma das principais medidas para combater a violência no trânsito, em um país que mata uma pessoa a cada 15 minutos”, afirma.”

“Segundo o observatório, a não fiscalização do limite de velocidade fere a recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde), que sugere a redução e controle de velocidade como forma de reduzir o número de acidentes fatais e feridos graves. Ramalho também rebate a ideia de que os radares móveis são colocados de forma aleatória nas estradas, para pegar os motoristas desprevenidos.”

Para Bolsonaro, vale a pensa colocar vidas em risco para seus propósitos eleitorais.

Vejam o que prevê a lei do impeachment.

Art. 85. São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra:

I – a existência da União;

II – o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação;

III – o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais;

IV – a segurança interna do País;

V – a probidade na administração;

VI – a lei orçamentária;

VII – o cumprimento das leis e das decisões judiciais.

No meu entender, Bolsonaro  ameaça a segurança interna do país, ao aumentar a morte nas estradas.

O mais importante: nada é mais essencial do que o direito à vida.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Por: Gilberto Dimenstein

Jornalista, educador e fundador da Catraca Livre.