Últimas notícias:

Loading...

Dimenstein: demissão de Levy revela distúrbio mental de Bolsonaro

Saída de Joaquim Levy da presidência do BNDES é mais uma crise do governo Bolsonaro

A saída de Joaquim Levy da presidência do BNDES é apenas mais um sinal do desequilíbrio emocional de Jair Bolsonaro.

Levy foi humilhado publicamente por Bolsonaro –não tinha como ficar no cargo.

O problema?

Crédito: Agência BrasilJoaquim Levy, que pediu demissão da presidência do BNDES

Levy colocou num cargo do BNDES alguém que já trabalhou na gestão do PT, mas sabidamente competente.

O próprio Levy é considerado um ótimo economista, com uma visão liberal – aquela mesma defendida da boca para fora por Bolsonaro.

Mas para Bolsonaro, sempre cercado de teorias conspiratórias e vendo inimigos de todos os lados, Levy era um traidor.

Não é a primeira vez que Bolsonaro revela sinais de paranoia, estimulada por assessores e pelo filho Carlos.

Foi assim que caiu Gustavo Bebianno e Santos Cruz.

Essa realidade paralela em que vive Bolsonaro ajuda a explicar a sucessão de crises desnecessárias provocadas pelo governo.

Compartilhe:

Tags: #bolsonaro