Últimas notícias:

Loading...

Dimenstein: minha resposta simples ao processo de Olavo Carvalho

Por: Redação

Olavo de Carvalho, guru de Bolsonaro, entrou com processo por causa de uma reportagem que publiquei sobre suas finanças.
Pede que eu tire a matéria do ar e nunca mais toque nesse assunto.
Minha resposta é simples: republico a reportagem, sem mudar uma única vírgula.

Esse documento acima mostra que o filósofo Olavo de Carvalho, guru da família Bolsonaro, tem problemas com a Receita Federal.

Sua empresa – Olavo de Carvalho Produções – é classificada pela Receita Federal como inapta.
Motivo: omissão de declarações.
Outros documentos mostram que ele  nem sempre omitiu declarações de renda.

A empresa de filósofo tem as mais diferentes funções. Até administração de atletas,

A situação de Olavo de Carvalho também tem problemas nos Estados Unidos, onde ele vive.

Ele próprio admite ao pedir socorro aos amigos e leitores.

Mas Olavo de Carvalho não detalha quanto deve.

Nem como chegou a dever para o governo americano e hospitais.

Começa com a posição de vítima para sensibilizar os doadores: “acossados por uma rede internacional de caluniadores e difamadores, recebemos ainda uma cobrança monstruosa de despesas médicas e impostos”.

O que tem a ver a “rede internacional de caluniadores” com as dívidas?

Eles influenciaram o governo americano a cobrar impostos atrasados do filósofo?

Um jornalista do Estadão tentou entrevistar Olavo de Carvalho.

Mas o filósofo preferiu o ataque.

Um tal de Gregory, do Estadão, pediu entrevista sobre as dívidas. Respondi-lhe o seguinte:

Vagabundo intrometido. Minhas aulas você não quer acompanhar, mas qualquer dificuldade financeira minha deixa gente como você sexualmente excitada. Vá à merda. NUNCA MAIS direi uma palavra a qualquer órgão dessa mídia brasileira criminosa. Olavo de Carvalho.

Há mais um detalhe: ele mora nos Estados Unidos há muitos anos.

E mesmo assim não tem uma conta bancária no país?

Basta ver que ele só apresenta a conta de sua mulher, Roxane.

Compartilhe: