Dimenstein: maior problema de Neymar vai acabar com sua carreira

Crédito: Montagem sobre fotos Reprodução/Instagram e Reprodução/TVImagens dos hematomas na mulher que acusa Neymar de estupro

Neymar só tem um grande problema na vida e em sua carreira. É o próprio Neymar. Esse caso da acusação de estupro é um bom exemplo.

O jogador tem uma fama nacional de malandro, de enganador. No campo, fazendo aquelas encenações ridículas. Fora do campo, enganando a Receita Federal. Ou fazendo, via seu pai, tramoia pelos bastidores do governo Bolsonaro (a quem apoiou) para resolver suas dívidas com o fisco.

Não sabe lidar com a fama ou com o dinheiro. E acha que fama e dinheiro, com ajuda de bons advogados, resolvem tudo.

Quando veio a denúncia de estupro, automaticamente a imensa maioria dos formadores de opiniões logo pensou: deve ser verdade.

Ou pelo menos teria uma boa dose de verdade.

Foi julgado — e condenado.

Basta ver o depoimento do vice-presidente da CBF, Francisco Noveletto, dizendo que Neymar deveria ficar fora da Copa América: “Tem muito mais coisa para aparecer. Um amigo meu do Rio de Janeiro disse que tem mais um vídeo para ser jogado na rua”, informou o jornal “O Globo”.

Mais: “Veja, se eu tivesse que apostar, se eu tenho 10 fichas e me perguntassem no que eu apostaria? Aposto que ele não virá e que ele pedirá licença. Ele não tem condições psicológicas para enfrentar uma Copa América e um batalhão de jornalistas…”, disse o vice.

Quantas marcas ou times de primeira linha terão vontade de patrocinar um jogador com a fama de malandro e agressor de mulheres, suspeito de estupro?

Compartilhe: