Época:Guedes pode usar ação da PF para passar a faca no Sistema S

“Que a faca de Guedes seja cirúrgica”, diz jornalista Thiago Herdy na “Época”

Por: Gilberto Dimenstein

Não é novidade para ninguém que acompanha o noticiário político que o ministro Paulo Guedes (Economia) tem plano de “passar a faca” no Sistema S, fonte de financiamento de entidades como Sesi, Sesc e Senac, entre outros.

No final do ano passado, o ainda futuro ministro disse à uma plateia de empresários na Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) a intenção de cortar de 30% a 50% dos repasses da contribuição às entidades.

Crédito: Fernando Frazão/Agência BrasilO economista Paulo Guedes, que comanda o núcleo econômico da campanha do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, fala à imprensa.

“É a contribuição, como vamos pedir o sacrifício do outro sem dar o nosso?”, questionou Guedes os presentes no evento na ocasião.

O valor arrecadado anualmente é de quase R$ 20 bilhões.

Parte das contribuições e tributos que as empresas pagam sobre a folha de pagamento é repassada para as entidades do Sistema S. O dinheiro financia o treinamento profissional de jovens, cultura e lazer.

Para o jornalista Thiago Herdy, da “Época”, a prisão de dirigentes das federações da indústria e do presidente da CNI na manhã desta terça-feira (19) vai dar um empurrãozinho “na tarefa de separar joio do trigo na reforma do Sistema S”.

O colunista lembra que “nos últimos anos, não faltaram provas de uso de parte desses recursos para fins não republicanos, mas a reação de polícia e Judiciário se deu a passos de tartaruga”.

“Que a faca de Guedes seja cirúrgica”, finaliza o texto.