Juiz manda Gentili pagar R$ 200 mil por ofender enfermeira

Diário da Justiça de Pernambuco publicou a decisão que dá ganho de causa à enfermeira Michele Maximino, alvo de piadas do humorista Danilo Gentili. Valor: R$ 200 mil.
Publicada em novembro do ano passado, a decisão também atinge a TV Bandeirantes, onde Gentili trabalhava.
Michele ficou conhecida nacionalmente por que doou centenas litros – cerca de 400 – de leite materno. Danilo chamou-a de de “vaca” e a comparou com o ator pornográfico Kid Bengala.
A piada teve efeito psicológico em Michele, obrigada a deixar sua cidade em Pernambuco.
Em entrevista na época, Michele afirmou que passou dias sem conseguir dormir, devido à maneira com que estava sendo tratada na rua, o que prejudicou a sua saúde e o volume das doações de leite.
A Justiça pernambucana rejeitou apelação de Gentili e da Band que, em 2016, já tinha aprovado a condenação.
A ação foi julgada pela juíza Regina Célia de Albuquerque Maranhão, da 2ª Vara Cível de Olinda, que julgou o pedido procedente, em parte. A magistrada levou em conta que a pernambucana não havia permitido a divulgação de tais piadas.
“O prejuízo é gravíssimo, pois causou na autora lesão grave tendo sua imagem sido utilizada de forma humilhante e degradante, causando consequências devastadora para a autora e sua família”.

Compartilhe: