CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Hotéis do RJ leiloam mais de 1.500 itens a partir de R$ 8

Preços e informações apuradas em 20/07/18 e sujeitas a mudança sem aviso prévio.

Por: Redação

Por conta do processo de retrofit os hotéis Grand Mercure, em Copacabana, e Pullmann, em São Conrado, no Rio de Janeiro, estão leiloando 1.500 itens. O pregão do Mercure vai até o dia 23 de julho e os dois leilões do Pullman encerram nos dias 24 de julho e 1º de agosto. Há móveis e objetos para sala, quarto e banheiro, entre outras áreas com lances iniciais entre R$ 8 e R$ 580.

Móveis e objetos de decoração dos hotéis cariocas são vendidos com preço em conta

Os leilões são abertos ao público, portanto para participar é bem simples: Basta se cadastrar no site, criar um login e senha e se habilitar para ofertar lances nos itens que sejam de seu interesse. Em seguida é só ficar de olho no dia marcado para o encerramento. O leilão on-line é igual ao de qualquer leilão: quem der o maior lance, leva a oferta.

No leilão você encontra cortinas a partir de R$ 8 e quadros decorativos por R$ 10. Como são itens usados em hotéis elas estão muito conservados. Dentre todas as peças, vale destacar o conjunto com duas poltronas acolchoadas e uma mesa redonda de vidro pelo lance inicial de R$ 90. Há também um kit com um rack, um criado-mudo e dois quadros pelo lance inicial de R$ 70. Além de um armário em madeira com gaveteiros a partir de R$ 80. Sem contar o frigobar com lance inicial e R$ 80.

Crédito: DivulgaçãoMobiliário do Hotel Pullman em São Conrado faz parte do leilão

Para visualizar todos os itens que fazem parte do leilão clique aqui.


Fica a dica: lembre-se de calcular o frete para avaliar se o desconto está realmente valendo a pena, e de conferir se as ofertas estão mais baratas do que em outras lojas usando o Melhor Preço.


Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.