Últimas notícias:

Loading...

Jardim na palma da mão: Amigas reutilizam vidros para criar terrários com cenários delicados

Foto: Liana Azevedo/ Juliana Seibel e Lina Cirilo
Foto: Liana Azevedo/ As criadoras do Jardim no Pote Juliana Seibel e Lina Cirilo

Potes de mantimentos como vidros de leite, azeitona ou palmito, aquários antigos, garrafas de bebidas e até lâmpadas, são alguns dos materiais utilizados pelas amigas e sócias Juliana Seibel e Lina Cirilo para criar os terrários da marca Jardim no Pote. Usando plantas da família das suculentas, cactos e musgos, a dupla cria cenários delicados e interessantes que enfeitam qualquer ambiente.

Foto: Lika Azevedo
Foto: Lika Azevedo/ A lampada queimada que poderia ter ido parar no lixo virou vaso para um criativo terrário

A ideia surgiu por acaso quando a dona Carmem, tia de Juliana, mostrou o caminho das pedras às duas ao começar a montar vasos de suculentas no litoral de São Paulo. Encantadas, as amigas que trabalhavam em um escritório de arquitetura fazendo avaliações imobiliárias, acharam que aquela poderia ser uma ótima oportunidade de ter mais qualidade de vida realizando algo menos estressante.

Depois de seis meses de muita pesquisa na internet e de matar muitas plantas sem querer, Juliana e Lina criaram o Jardim no Pote no final de 2013. A principal característica da marca é o uso de miniaturas que ajudam a compor um cenário bucólico dentro de vidros reaproveitados. O “roteiro” que acontece dentro do vidro pode ser ao gosto do freguês: “Uma pessoa já nos pediu para criar um pote simulando o dia em que pediu a namorada em casamento”, conta Juliana.

Sem a necessidade de rega diária, os terrários fechados criados pela dupla precisam de pequenas borrifadas de água uma vez por mês e os jardins abertos com suculentas e cactos, precisam de água a cada dez dias. Ótimas opções para quem não abre mão de plantas em casa mesmo neste terrível período de seca que São Paulo vem enfrentando.

Confira as fotos de algumas peças criadas pelo Jardim no Pote:

O Jardim no Pote estará na próxima edição do Sonho de Consumo, uma iniciativa do Catraca Livre e Armazém da Cidade para ajudar de forma contínua jovens artistas, designers e artesãos que querem lançar produtos diferenciados e exclusivos.

Sonho de Consumo
Data: 9 de novembro
Horário: 14h às 19h
Local: Choque Cultural
Endereço: Rua Medeiros de Albuquerque, 250 – Vila Madalena – São Paulo

Compartilhe:

?>