AIC realiza série de oficinas online sobre cinema com diretores renomados

Entre os participantes está o diretor Kleber Mendonça Filho, de “Bacurau”

Por: Redação

Atenta às transformações que vêm acontecendo no setor de ensino à distância, a Academia Internacional de Cinema (AIC) tem apostado em novos cursos e workshops que privilegiam esta plataforma de ensino. Uma das mais recentes novidades neste sentido é uma série de oficinas com grandes realizadores do cinema nacional, chamada Encontros.

Nela, grandes nomes da sétima arte têm a oportunidade de compartilhar processos criativos por meio de aulas no formato EAD. O workshop ainda é composto por um exercício prático de criação que será analisado ao final pelos próprios diretores/as, que darão um feedback para os participantes.

O primeiro Encontro acontece a partir do dia 20 de julho com Kleber Mendonça Filho, diretor de “Bacurau”, e para se inscrever e saber mais detalhes sobre o workshop é só clicar aqui. No dia 3 de agosto é a vez de Marco Dutra realizar a sua oficina, seguido pela diretora, roteirista e produtora Beatriz Seigner, à partir do dia 17 de agosto.

Confira os detalhes de cada Encontro

20 de Julho – Kleber Mendonça Filho

Contar uma história é o que move um diretor de cinema. Essa é a função que atravessa todas as etapas do fazer cinematográfico, mas que se potencializa por meio das escolhas criativas e narrativas que o diretor faz, desde a pré-produção até a finalização. Como o maestro de uma orquestra, ele conduz os outros profissionais a executarem sua visão para o filme.

O workshop com Kleber Mendonça Filho, diretor de alguns dos mais importantes filmes nacionais da atualidade como “Bacurau”, “Aquarius” e “O Som ao Redor”, é formado por cinco encontros online com o diretor, onde ele esmiúça sua técnica, linguagem e processos de criação, aproximando alunas e alunos do seu fazer cinematográfico, da sua visão e processo como diretor, para além das regras básicas do ofício, estimulando o processo criativo de cada participante. Clique aqui para se inscrever.

3 de agosto – Marco Dutra

No segundo Encontro, o diretor, roteirista e compositor vai falar sobre seu processo de escrita e seu estilo cinematográfico. Marco Dutra escreveu e dirigiu os longas-metragens “As Boas Maneiras”, codirigido por Juliana Rojas, que ganhou o Leopardo de Prata no Festival de Locarno em 2017, e “Trabalhar Cansa”, que estreou em Cannes na mostra Un Certain Regard em 2011 e foi finalista do Sundance/NHK Award.

Este ano o filme “Todos os Mortos”, codirigido por Caetano Gotardo, foi selecionado para competir pelo Urso de Ouro na seção principal da competição no 70º Festival Internacional de Cinema de Berlim. Ele também dirigiu a série “O Hipnotizador”, da HBO, e finaliza agora a série “Noturnos”, outra parceria com Gotardo. Clique aqui para se inscrever.

17 de agosto – Beatriz Seigner

A diretora, roteirista e produtora fica responsável por ministrar a terceira oficina Encontros. Beatriz Seigner dirigiu o filme “Los Silencios” (Brasil, Colômbia, França), rodado na fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru, que estreou na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes 2018, e foi aclamado pela Hollywood Reporter, Variety e Screen International como um dos melhores filmes da edição 2018 do festival.

Venceu o Impact Award by Ai Weiwei no Stockholm Film Festival e os prêmios de Melhor Direção e Prêmio da Crítica no Festival de Brasília 2018; Melhor Roteiro e Prêmio Especial do Júri no Festival de Lima (Peru); Melhor Contribuição Artística de Obra Prima no Festival de Havana (Cuba); Spanish Cooperation Prize no Festival de San Sebastian (Espanha); CICAE prize concedido pela Confederação Internacional de Cinemas de Arte e Ensaio no Festival Cinelatino em Toulouse (França); e Menção Honrosa da UNESCO no Festival Internacional de Cinema da Índia, em Goa.

Beatriz também é a diretora, roteirista e produtora do longa de ficção “Bollywood Dream”, a primeira coprodução entre o Brasil e a Índia, que estreou nos cinemas comerciais em 2011, tendo passado pela Mostra Internacional de Cinema de São Paulo em 2009, e pelos Festivais de Pusan, na Coréia, Paris, Tóquio, Los Angeles, entre outros. É também diretora e roteirista do episódio “A Familia de Olga” que compõe o longa-metragem “Vizinhos” (2019), produzido pelo renomado cineasta chinês Jia Zhang-Ke, e dirigido por diretores expoentes do BRICS.