CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Em biblioteca de BH, voluntários leem para deficientes visuais. E todo mundo aprende junto

Por: Catraca Livre

Esqueça a ideia de que é preciso ficar em silêncio dentro de uma biblioteca. Conversas e leituras em voz alta são liberadas – e muito bem-vindas – no segundo andar da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, em Belo Horizonte. Lá, no setor de Braille, voluntários chamados de “ledores” encontram deficientes visuais que queiram ler livros ainda não disponíveis de modo adaptado (em áudio ou no alfabeto próprio, em alto relevo).

Quando um livro não está disponível em Braille, voluntários podem lê-lo para quem desejar

A maior demanda é pelo conteúdo de provas de concursos públicos. Diferentes grupos de estudos, como o de matemática, português e direito do trabalho, já foram criados de acordo com o desejo dos visitantes. Mas não é preciso ser especialista em um tema para se tornar ledor. “Já tivemos voluntários adolescentes e também da terceira idade”, explica Glicélio Ramos Silva, coordenador do setor. “O importante é ter compromisso”, completa. As reuniões, em dupla ou grupo, são feitas sempre com hora marcada.

Além de ser um lugar para compartilhar o conhecimento, esse setor da biblioteca também é um ponto de encontro. “O espaço acaba tendo também uma função social, um polo irradiador de aprendizados e amizades”, diz Adriana Castilho, voluntária há nove meses e ex-funcionária da instituição.

Andréa (no centro) se prepara para uma prova com o auxílio das ledoras Rose e Adriana
Glicélio Ramos Silva, coordenador do setor de Braille

A deficiente visual Andréa Aparecida Diniz, que trabalha no Tribunal de Justiça de Minas Gerais, já passou em dois concursos públicos – um dos quais em primeiro lugar – e, atualmente, estuda quatro dias por semana na Luiz de Bessa, enquanto se prepara para a prova do Tribunal Regional do Trabalho, prevista para 2015. “Faço um cursinho particular e, em casa, estudo sozinha com o material adaptado. Mas não abro mão do tempo com os ledores”, conta ela, que já chegou a presentear seus ajudantes com caixas de bombons, para agradecer pelo bom desempenho em um teste. “O melhor agradecimento mesmo é a gente se sentir tão útil. E até aprender coisas novas”, comenta Rose Rati, psicóloga que se tornou ledora do projeto há um ano e meio.

Para agendar horário com um ledor ou a participar  de um dos grupos de estudo disponíveis, basta comparecer pessoalmente à biblioteca e fazer uma carteirinha. Com ela em mãos, o sócio também tem direito a usar o acervo de áudio-livros e livros em Braille. “Para melhorar, só mesmo se tivéssemos pavimento tátil (marca no chão usada na sinalização para cegos) na praça que fica logo em frente à biblioteca”, afirma Glicélio.

Esta iniciativa está no Mapa do Mundial da Educação. Conhece outro projeto que usa a cidade como lugar de aprendizado? Isira-o no mapa.

Faça sua carteirinha!

Para se tornar sócio da biblioteca, você deve: apresentar documentação (RG, CPF e comprovante de residência) e pagar taxa de R$ 3,00. Ela fica pronta na hora. 

Compartilhe:

1
9 passos para escrever um roteiro impecável
Escrever roteiro de um filme pode ser uma tarefa desafiadora: exige criatividade, dedicação e persistência para que ideias maturem.Roteiristas profissionais …
2
Crise na Educação: o Enem, o Sisu e a demissão inesperada no Sesu
Crise na Educação: o Enem, o Sisu e a demissão inesperada no SesuAs últimas semanas foram carregadas de incertezas e …
3
Enem: após confusão, MEC corrige notas e libera inscrição no Sisu
O ministro da Educação,  Abraham Weintraub, publicou um vídeo em sua conta no Twitter com novas explicações para as inconsistências …
4
Baixa na Educação: MEC decide tirar TV Escola do ar
O Ministério da Educação (MEC) decidiu não renovar o contrato com a TV Escola, canal educativo com 25 anos de …
5
48:28
ENEM! Aulão de história na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
6
59:42
ENEM! Aulão de português na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
7
47:47
ENEM! Aulão de matemática na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
8
04:21
Weintraub usa o MEC para tentar tirar verbete da Wikipédia do ar
Uma matéria publicada pelo jornal Folha de S. Paulo mostra que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou o peso …