Exemplos de como a música pode transformar a aprendizagem

Formas de aguçar a sensibilidade, instigar a criatividade e aumentar a integração dos alunos no ambiente escolar

Por: SEB (Sistema Educacional Brasileiro)

A música é uma das formas de estimular o desenvolvimento de alunos no processo metodológico, seja por meio da utilização de letras musicais nas interpretações de texto, até a realização de oficinas de música e instrumentalização com os estudantes.

O blog Novos Alunos, do SEB (Sistema Educacional Brasileiro), mostra que essas são formas de aguçar a sensibilidade, instigar a criatividade e aumentar a integração dos alunos no ambiente escolar. Confira exemplos de como a música pode transformar o processo de aprendizagem:

Crédito: IStockComo trabalhar com a música no processo de aprendizagem

Análise e interpretação de letras musicais

Os professores podem explorar o significado das letras das obras, novos conceitos e vocabulário, metáforas, entre outras coisas. Assim, a música acaba se tornando uma fonte de conteúdo importante para ser utilizada em sala de aula. É o início de conversas importantes, sobre política, educação, cultura, gênero, relações interpessoais, ecologia, etc.

Estudo contextual de compositores e intérpretes

Paralelamente ao estudo de textos e cifras musicais, também é possível que artistas, bandas, gêneros e até mesmo letras sejam objeto de estudo para disciplinas como geografia e história. Afinal, toda música revela também um contexto social e temporal em que ela se insere: movimentos sociais, cultura regional, folclore ou biografia.

Cifras e o raciocínio matemático

Muitos estudos relacionam o desenvolvimento de habilidades na música ao raciocínio matemático. Isso ocorre porque a sistemática das cifras e partituras utilizadas na composição são verdadeiras equações matemáticas: repetições, padrões, tríades, escalas, dicotomias, coerências e adequação de tom.

Confira mais exemplos no artigo do site Novos Alunos.