Últimas notícias:

Loading...
EM ALTA

Saiba o que é e como desenvolver a inteligência múltipla

Teoria quebrou paradigmas e mostrou que não dá para resumir a capacidade cognitiva de alguém

Por: SEB (Sistema Educacional Brasileiro)

Apesar de famoso, o QI (quociente de inteligência) não é o suficiente para avaliar e mensurar a capacidade cognitiva de um ser humano, pois não consegue explicar, por exemplo, gênios consagrados de áreas diferentes, como Newton (física) e Mozart (música) com a mesma “régua”. Assim, surge a teoria da inteligência múltipla.

O blog Novos Alunos, do Grupo SEB (Sistema Educacional Brasileiro), apresenta a base dessa ideia, enumera oito tipos de inteligências e também como ajudar as crianças a desenvolvê-las. Acompanhe:

Crédito: Polina Tankilevitch/PexelsO que é e como desenvolver a inteligência múltipla

Afinal, o que são as inteligências múltiplas?

A teoria das inteligências múltiplas afirma que existem diversos tipos de competências cognitivas e que elas se complementam. A defesa dessa teoria ajudou a quebrar o paradigma de que uma pessoa é mais ou menos inteligente do que a outra porque tem mais facilidade com determinado tipo de conhecimento.

Hoje, sabemos que alguém pode não conseguir realizar cálculos matemáticos com rapidez, mas ter uma capacidade incrível de expressar sentimentos por meio de desenhos ou ter alguma outra inteligência mais desenvolvida. Nas escolas, a teoria das inteligências múltiplas também impacta na escolha de métodos de aprendizagem e avaliação.

Afinal, entende-se hoje que não é possível resumir a capacidade cognitiva de um indivíduo a aspectos específicos. Veja agora os tipos de inteligência listados por Gardner:

inteligência linguística — pessoas com esse tipo de inteligência bem desenvolvida podem apresentar facilidade de se expressar por meio das palavras, seja escrita ou oralmente, além de serem mais rápidas no aprendizado de idiomas;
inteligência lógico-matemática — é a aptidão para lidar com números e atividades lógicas — ela permite a compreensão de padrões, categorias e sequências, facilitando o pensamento indutivo e dedutivo;
inteligência musical — é a inteligência relacionada à percepção de ritmo, tons, timbres e padrões musicais, comum em pessoas que conseguem, por exemplo, aprender a tocar músicas apenas por ouvi-las;
inteligência interpessoal — tem a ver com a facilidade de entender os sentimentos de outras pessoas — indivíduos com essa inteligência são muito perceptivos e têm facilidade em se relacionar com terceiros, podendo se destacar em cargos de liderança, por exemplo;
inteligência intrapessoal — essa, por sua vez, se aproxima bastante do conceito de inteligência emocional, pois trata da facilidade de entender os próprios sentimentos e utilizar essa capacidade para resolver problemas e situações do cotidiano;
inteligência espacial-visual — esse tipo de inteligência se refere à competência para reconhecer padrões visuais e manipular informações espaciais, por exemplo, na hora de desenhar, lembrar de caminhos, estacionar etc.;
inteligência corporal-cinestésica — trata-se da aptidão para identificar padrões de movimento, distância e profundidade, o que resulta em uma facilidade para expressão corporal, útil na prática de atividades físicas, como esportes e dança;
inteligência naturalista — a inteligência naturalista se refere à facilidade para compreender leis naturais, como perceber ciclos, notar mudanças de clima, usar elementos da natureza para sobrevivência etc.

Como desenvolver as inteligências múltiplas na infância?

Crédito: Polina Tankilevitch/PexelsO que é e como desenvolver a inteligência múltipla

Para Howard Gardner, o desenvolvimento das inteligências múltiplas depende de fatores ambientais e neurobiológicos. Isso quer dizer que, para o psicólogo, as pessoas podem ter algumas competências inatas, porém, a influência familiar e as vivências na educação formal são muito relevantes no seu aprimoramento.

Ao longo da vida, todos nós aperfeiçoamos mais certos tipos de inteligência do que outros, mas temos todas elas. Por isso, é muito importante tentar desenvolver os vários tipos de inteligência ao longo da infância.

Isso é muito positivo para o processo educativo e para a formação de modo geral. Por isso, veja só algumas dicas que podem ajudar nessa tarefa!

Quer saber mais sobre as inteligências múltiplas? Acesse Novos Alunos e descubra!


Grupo SEB

Além do blog, que trata sobre assuntos como educação bilíngue, período integral, ensino médio, vestibulares e Enem, você pode acompanhar o conteúdo do SEB por meio da página no Facebook , no perfil no Instagram e no canal do Youtube.